Dois em um

Por: Redação -
16/09/2016

Os veleiros de oceano que participam da Copa Suzuki, basicamente a flotilha da RGS, tem um motivo a mais para a disputa das regatas deste fim de semana. Além da vitória na etapa da Copa Suzuki, uma boa colocação melhora o posicionamento no Paulista de Oceano, que começou em Ubatuba, tem continuidade nesta etapa e terminará em Santos, nos próximos dias 1º, 2 e 8 de outubro.

O atual líder do paulista é o veleiro que manteve também uma regularidade impressionante nas últimas regatas da Copa Suzuki. O Montecristo, de Julio Cechetto, venceu todas as regatas do último final de semana, em Ilhabela. “Nas etapas anteriores, estávamos com um jogo de velas novas que não renderam ao barco a performance que acreditávamos ser a melhor. Viemos para a terceira etapa com uma nova vela. Contando com o entrosamento de nossa tripulação, mais os ventos na casa dos 15 nós, ideais para o Montecristo, conseguimos uma excelente performance nas últimas regatas”, comenta Julio.

“Colado” no Montecristo, o Inaê/Transbrasa, de Bayard Umbuzeiro Fiilho, foi outro veleiro que manteve uma boa regularidade nas regatas do último final de semana. Ao conquistar a segunda colocação em todas as regatas (empatou com o Jazz na última), a equipe se consolidou na vice-liderança da etapa da Copa Suzuki e também do Paulista. “Acho que nossa performance foi limitada mais pelos erros que cometemos, por exemplo, na primeira regata, já que os ventos nos favoreciam. Na segunda, erramos menos, mas o vento já estava fraco para o nosso barco”, comenta o comandante Bayard.

Apesar da insatisfação do comandante na primeira regata o Inaê/Transbrasa conseguiu se manter regular durante todo o final de semana. “Antes da etapa nós tiramos a quilha para trocar os prisioneiros e aproveitamos para pintar o fundo, que correu sem nada de arrasto. Nós procuramos sempre aprimorar a tripulação para melhorar nossos resultados”, comenta Bayard, que também pretende levar o Inaê para Santos.

Outra equipe que deve correr a etapa de Santos, é a atual terceira colocada no Paulista de Oceano (4º na etapa da Copa Suzuki) o veleiro Jazz. Para o comandante John Julo Jansen, “os resultados vêm da melhora da performance da tripulação, junto com o equilíbrio das regras da classe: Procuramos melhorar a performance da tripulação sem a pressão dos resultados. Nosso primeiro objetivo é a diversão e a classe RGS é propícia a isso. Com as regras claras, achamos que mais velejadores se interessam em participar”.

Aliás, vale ressaltar que a RGS é uma das mais animadas e participativas classes da vela de oceano. Como diz, Lars Muller, comandante do My Boy, terceiro colocado na etapa da Copa Suzuki, “a disputa na classe está muito acirrada. Tentamos manter o mesmo time e nossa tripulação está muito animada. Vamos para o próximo final de semana com uma expectativa bastante boa. Vale registrar que estamos sentido falta do Asbar e desejamos que ele volte logo à disputa”, comenta Lars, resumindo o espírito de diversão da RGS.

As regatas desta terceira etapa da Copa Suzuki – Circuito Ilhabela de Vela Oceânica acontecem nos dias 17 e 18 de setembro, no Yacht Club de Ilhabela.

Foto: Edu Grigaitis

Assine a revista NÁUTICA: www.shoppingwww.nautica.com.br

Náutica Responde

Faça uma pergunta para a Náutica

    Relacionadas

    Poluição sonora no mar pode ser catastrófica para as baleias

    Barulhos provenientes da navegação de barcos, extração de recursos e outras atividades marítimas afetam a circulação dos animais que se comunicação pelo som

    Confira a melhor forma de chegar ao Rio Boat Show 2024

    Evento náutico mais charmoso da América Latina contará com transfer todos os dias e estacionamento 24h; saiba mais

    NÁUTICA Talks: Izabel Pimentel e Marcelo Osanai contam acontecimentos inesperados na navegação

    Dois navegadores que já passaram por apuros em alto-mar relatam suas incríveis histórias no Rio Boat Show 2024

    Yamaha vai ao Rio Boat Show 2024 com cinco motores e dois jets

    Entre os equipamentos, estão cinco modelos de popa; evento acontece de 28 de abril a 5 de maio

    Memória Náutica: relembre como foi o Rio Boat Show 2019

    Evento chegou a sua última edição antes da pandemia consolidado como o mais importante salão náutico outdoor da América Latina