Fita Azul

Por: Redação -
04/07/2016

A edição 2016 da Regata Mitsubishi Alcatrazes por Boreste Marinha do Brasil teve uma protagonista (ou várias) neste domingo (3) ensolarado no litoral norte paulista. Baleias jubartes fizeram vários shows de acrobacias na prova de percurso mais longa da Semana de Vela de Ilhabela enquanto as equipes sofriam com a falta de vento. O Sorsa foi o primeiro a cruzar a linha de chegada no Yacht Club de Ilhabela (YCI) após quase 10 horas de regata. Na sequência Crioula, Carioca e Itajaí Sailing Team alcançaram o clube.

Com menos de 6 nós de ventos e um percurso que tradicionalmente não tem sequências de manobras constantes, pois é basicamente em linha, a ação ficou por conta das baleias. Foram avistadas duas adultas e uma jovem, registradas pelas lentes do diretor de meio ambiente do Yacht Club de Ilhabela, Júlio Cardoso. ”Teve muita regata Alcatrazes e muita baleia”.

Ao todo, a prova teve 80 quilômetros – quase 20 a menos do que a realizada regularmente, já que a comissão técnica decidiu estipular a marca de retorno na Ilha da Sapata. Após uma reunião entre a Comissão Técnica da 43ª Semana de Vela de Ilhabela, Diretoria de Meio-Ambiente do YCI e a chefia da Exec Tubinambás (ICMBIO), responsável pela estação ecológica do arquipélago de Alcatrazes, na qual decidiu-se pela alteração do percurso por questões técnicas e a regata foi realizada normalmente.

O Fita Azul e vencedor no tempo corrigido foi o Sorsa, barco de Celso Quintella, do Rio de Janeiro, seguido pelos gaúchos do Crioula. “Na saída do canal, conseguimos aproveitar bem as condições e nos aproximamos dos primeiros barcos. Depois, perdemos o vento e fomos ficando um pouco para trás. Mas retomamos algumas posições na chegada à ilha, conseguimos encontrar um bom ritmo”, analisou Samuel Albrecht, representante brasileiro nos Jogos do Rio 2016 na classe Nacra e tripulante do Crioula.

O vencedor no corrigido na IRC foi o Itajaí Sailing Team. ”Foi uma regata complicada com ventos em todas as direções. Fomos felizes dessa vez”, falou Marcelo Gusmão, do Itajaí. BL3 Urca e Asbar completaram as três primeiras colocações na categoria. Na RGS, o vencedor na Alcatrazes foi o Fantasma, seguido pelo My Boy e Pi Clube Café.

Os resultados completos estão disponíveis no site oficial do evento: svilhabela.com.br/2016/resultados

Foto: Júlio Cardoso/Divulgação

 

Assine a revista NÁUTICA: www.shoppingwww.nautica.com.br

Náutica Responde

Faça uma pergunta para a Náutica

    Relacionadas

    Poluição sonora no mar pode ser catastrófica para as baleias

    Barulhos provenientes da navegação de barcos, extração de recursos e outras atividades marítimas afetam a circulação dos animais que se comunicação pelo som

    Confira a melhor forma de chegar ao Rio Boat Show 2024

    Evento náutico mais charmoso da América Latina contará com transfer todos os dias e estacionamento 24h; saiba mais

    NÁUTICA Talks: Izabel Pimentel e Marcelo Osanai contam acontecimentos inesperados na navegação

    Dois navegadores que já passaram por apuros em alto-mar relatam suas incríveis histórias no Rio Boat Show 2024

    Yamaha vai ao Rio Boat Show 2024 com cinco motores e dois jets

    Entre os equipamentos, estão cinco modelos de popa; evento acontece de 28 de abril a 5 de maio

    Memória Náutica: relembre como foi o Rio Boat Show 2019

    Evento chegou a sua última edição antes da pandemia consolidado como o mais importante salão náutico outdoor da América Latina