Rio 2016

Por: Redação -
02/08/2016

Mais seis cidades do Rio de Janeiro vão receber o Revezamento da Tocha Olímpica Rio 2016 nesta terça-feira (2). Saquarema, Rio Bonito, Tanguá, Itaboraí, São Gonçalo e Niterói serão os destinos da chama olímpica durante o dia, nesta ordem. O último município terá a presença de três medalhistas olímpicos da vela: os irmãos Torben e Lars Grael e Clínio Freitas.

Maior medalhista olímpico brasileiro ao lado de Robert Scheidt, Torben Grael foi um dos convidados para participar do revezamento em Niterói. O velejador conquistou cinco medalhistas olímpicas, sendo dois ouros (Atlanta 1996 e Atenas 2004), uma prata (Los Angeles 1984) e dois bronzes (Seul 1988 e Sydney 2000) e é sinônimo de perseverança, performance esportiva e seriedade.

Já seu irmão Lars, dará mais uma lição de superação durante a condução da tocha olímpica. Após 18 anos do acidente que o deixou sem a perna direita, o velejador, que continua competindo em alto nível e acaba de conquistar o quinto título sulamericano da classe Star, irá usar uma prótese para fazer o trajeto sem o uso de muletas.

“Carregar a chama olímpica em Niterói foi a grande motivação para eu hoje estar caminhando com a prótese Genium X3 da Ottobock, sem ajuda de muletas. É uma grande realização, mas que não se limita a esse momento. Agora, depois de 18 anos, posso enfim voltar a caminhar de mãos dadas com a minha mulher e filhos. Mais um desafio, mais uma conquista”, afirmou Lars.

Segundo a fabricante, a prótese Genium X3, fabricada na Alemanha, responde imediatamente a qualquer movimento do corpo, seja numa caminhada simples ou corrida, além de mudanças de velocidade repentinas. Com este sistema de prótese de perna, é possível uma réplica praticamente natural da marcha humana fisiológica. Na primeira vez em que carregou a tocha, no revezamento das Olimpíadas de Atenas, Lars recebeu a tocha, entregou para outra pessoa, que fez o percurso e devolveu para ele, para que passasse para o próximo atleta. Desta vez, ele poderá carregar a tocha sozinho.

Imagem Marlon Falcão/Divulgação/Bradesco

 

Assine a revista NÁUTICA: www.shoppingwww.nautica.com.br

Náutica Responde

Faça uma pergunta para a Náutica

    Relacionadas

    Poluição sonora no mar pode ser catastrófica para as baleias

    Barulhos provenientes da navegação de barcos, extração de recursos e outras atividades marítimas afetam a circulação dos animais que se comunicação pelo som

    Confira a melhor forma de chegar ao Rio Boat Show 2024

    Evento náutico mais charmoso da América Latina contará com transfer todos os dias e estacionamento 24h; saiba mais

    NÁUTICA Talks: Izabel Pimentel e Marcelo Osanai contam acontecimentos inesperados na navegação

    Dois navegadores que já passaram por apuros em alto-mar relatam suas incríveis histórias no Rio Boat Show 2024

    Yamaha vai ao Rio Boat Show 2024 com cinco motores e dois jets

    Entre os equipamentos, estão cinco modelos de popa; evento acontece de 28 de abril a 5 de maio

    Memória Náutica: relembre como foi o Rio Boat Show 2019

    Evento chegou a sua última edição antes da pandemia consolidado como o mais importante salão náutico outdoor da América Latina