100% global

20/08/2015

Na próxima sexta, 28, a Inmarsat, fornecedora de serviços de comunicações móveis globais por satélite, irá lançar o terceiro satélite do programa de transformação Global Xpress – o Inmarsat-5 F3 – no Baikonur Cosmodrome, Cazaquistão. Com este lançamento, a empresa prevê 100% de cobertura de banda larga de alta velocidade em qualquer local no planeta, exceto nos polos.

O I-5 F3 irá cobrir a região do Oceano Pacífico e, juntamente com os já lançados I-5 F1 e I-5 F2, fornecerá velocidade de banda larga cerca de 100 vezes mais rápida, impactando nas comunicações móveis por satélite em setores como marinha, aviação, governos, provedores de energia e recursos, entre outros.

O primeiro satélite Global Xpress, o I-5 F1, foi lançado em dezembro de 2013 e entrou em serviço comercial em julho de 2014, cobrindo Europa, Oriente Médio, África e Ásia. Ele foi seguido por I-5 F2, lançado em 1º de fevereiro deste ano, que deve chegar em seu destino operacional – Américas e Oceano Atlântico – no fim deste mês. O lançamento do I-5 F3 é a fase final de um projeto de cinco anos, que recebeu investimentos de US$ 1,6 bilhão. É esperado que cada satélite Inmarsat-5 tenha uma vida comercial de 15 anos.

Foto: Fotolia

Assine a revista NÁUTICA: www.shoppingnautica.com.br

 

Náutica Responde

Faça uma pergunta para a Náutica

    Relacionadas

    Brasileira faz "dobradinha" em premiação da ONU de fotos marinhas

    A fotógrafa Andrea Marandino conquistou a 1ª e 2ª colocação em concurso mundial

    Robô submarino encontra lula com ovos gigantes no fundo do mar

    Cientistas acreditam tratar-se de nova espécie do animal, capaz de botar ovos com o dobro do tamanho comum

    Grand Ocean Boats leva lancha de 37 pés ao Marina Itajaí Boat Show 2024

    Estaleiro exibirá o modelo Grand Ocean 37 na segunda edição do evento náutico, que vai de 4 a 7 de julho

    De 4º maior lago do mundo a deserto: o que aconteceu com o Mar de Aral

    Má gestão de recursos naturais tornou o Mar de Aral um dos maiores desastres ambientais do mundo

    Destroços do último navio de Ernest Shackleton são encontrados no Canadá

    Quest, explorador polar de uma das figuras mais conhecidas da navegação, está no mar de Labrador, a cerca de 390 m de profundidade