46 metros

30/08/2016

O estaleiro italiano Baglietto apresentará durante o Cannes Yachting Festival o seu primeiro iate da linha Fast, o Baglietto 46. Com exterior desenhado em parceria com Francesco Paszkowski Design e interior por Margherita Casprini, este iate foi projetado para oferecer amplos espaços ao ar livre, para os hóspedes aproveitarem o sol e as refeições na parte externa do barco, e conta com espaçoso terraço com vista para o oceano e equipado com sofás e solário na área superior.

O interior, sofisticado e contemporâneo, conta com layout tradicional: quatro camarotes para hóspedes no convés inferior e a suíte master – com escritório, closet e suíte – no convés principal. É decorado de forma minimalista, proporcionando sensação de maior espaço. Seu casco cinza diferencia-o de seus irmãos Baglietto. O iate, inteiramente construído em alumínio, poderá alcançar uma velocidade máxima de cerca de 28 nós, com motores MTU 16V4000 individuais.

Foto: Divulgação

Assine a revista NÁUTICA: www.shoppingnautica.com.br

Náutica Responde

Faça uma pergunta para a Náutica

    Relacionadas

    Homem nada mais de 100 metros sem respirar em lago congelado e quebra dois recordes

    Aos 52 anos, experiente nadador suíço acumula títulos e já deteve outro recorde mundial; confira

    Resorts 'no meio do nada' oferecem de natação com cavalos a plantio de recifes

    Ultraluxuosos, estabelecimentos cercados por belas águas buscam se diferenciar com passeios extravagantes; conheça 5 deles

    Búzios ganhará Centro de Desenvolvimento da Vela após parceria de ICAB e CBVela

    Parceria inédita prevê treinos das equipes jovem e principal, clínicas, uma escola de vela e projeto social para fomento do esporte na região

    Tubarão mais rápido dos oceanos é filmado no litoral de São Paulo; assista

    Conhecido como tubarão-mako, animal que pode atingir até 70 km/h foi flagrado próximo à Ilhabela

    Pinguim aparece em praia de Cabo Frio (RJ), surpreende banhistas e levanta dúvida: é normal?

    Apesar de ter sido visto navegando tranquilamente no mar transparente da região, presença do animal em águas brasileiras levantou questionamentos