Adeus a Luiz Rosa

Por: Otto Aquino -
14/02/2015

Os amantes das águas de Angra dos Reis estão de luto. Faleceu Luiz Rosa, um dos principais personagens da Ilha da Gipoia, a segunda maior de Angra dos Reis. Caiçara, ele criou o Bar do Luiz Rosa, que fica na Praia das Flechas. Foi o primeiro restaurante a ser aberto na Baía da Ilha Grande, ainda em meados dos anos 1970, depois que o galpão de uma fábrica de sardinhas deu espaço a duas mesas de bilhar e algumas mesinhas. No começo, ele e sua mulher, Dona Paulina, 91, vendiam só pasteis, depois, o cardápio foi ganhando características regionais. Hoje, o bar é famoso por uma moqueca, uma das mais famosas de Angra. E foi atrelada ao seu bar que nasceu a tradicional procissão marítima da cidade, a maior festa náutica de virada de ano do Brasil. Ela foi criada para celebrar Nossa Senhora dos Navegantes e era embalada por batidas e pasteis da recém-inaugurada cozinha do seu Luiz. A fama gastronômica deste caiçara tomou conta de outras gerações da família Rosa, que mantém outros negócios no mesmo ramo em Angra dos Reis, como o restaurante Canto das Canoas, também na Gipoia, e o famoso bar-flutuante Jango’s Bar. Grande parte dos lugares para comer na Ilha da Gipoia tem a marca sobrenome Rosa.

Animado e querido por todos os navegadores que frequentam Angra dos Reis, Seu Luiz Rosa sempre recebeu com muito entusiasmo os clientes em seu restaurante e, especialmente, a reportagem do Guia de Angra, de NÁUTICA, para mostrar suas criações na cozinha, como o vinagrete de frutos do mar, sua maior especialidade e campeão de pedidos.

Luiz Rosa deixa esposa, seis filhos e muitos amigos, que nunca esquecerão o bom humor e o espírito festivo desse caiçara.

Homenagens poderão ser feitas nesta segunda-feira (16/02), quando haverá a missa de sétimo dia pelo falecimento de Luiz Rosa, às 19h30, na Igreja Nossa Senhora do Carmo, em Angra.

A equipe da revista NÁUTICA, que conviveu de perto com Luiz Rosa e sua família durante muitos anos, expressa sinceros sentimentos à família Rosa.

 

Curta a revista Náutica no Facebook e fique por dentro de tudo que acontece no mundo náutico.

Náutica Responde

Faça uma pergunta para a Náutica

    Relacionadas

    Procurando um terreno? Ilha intocada na Patagônia Chilena está à venda

    Local tem cerca de 445 km², mais de 80 lagos, a Cordilheira dos Andes de fundo e custa aproximadamente R$ 173,6 milhões

    1ª embarcação capaz de produzir seu próprio hidrogênio está prestes a finalizar volta ao mundo

    Boberto por 202 m² de painéis solares, barco percorreu quase 63.040 milhas náuticas apenas com energias renováveis

    Expedição realizada no Chile pode ter descoberto mais de 100 novas espécies marinhas

    Biólogos do Censo Marinho têm o objetivo de descobrir 100 mil novos seres do mar nos próximos 10 anos

    Casal troca apartamento para viver em veleiro com seis gatos

    Embora a rotina de manutenção do catamarã seja dura e exigente, Aline e José garante que vale a pena

    Novo submarino Tonelero será lançado ao mar no fim de março, no Rio de Janeiro

    Embarcação militar de 71,6 metros é oriunda do Programa de Desenvolvimento de Submarinos, selado entre Brasil e França