Bruno Lobo e José Augusto vencem o Brasileiro de Fórmula Kite

Por: Redação -
30/10/2018
Campeões da categoria Foil (Fotos: Fred Hoffmann)

A Etapa Final do Rio de Janeiro definiu no domingo, dia 28, os campeões do Brasileiro de Fórmula Kite, na Praia do Pepê, na Barra da Tijuca. Os velejadores do Maranhão ficaram no topo do pódio, com Bruno Lobo como vencedor da categoria Foil; e José Augusto como primeiro colocado da Tubular. A competição teve organização da Confederação Brasileira de Vela (CBVela), em parceria com a Associação Brasileira de Kitesurf (ABK) e a Lima Experience.

No embalo da vitória na etapa de São Luís, em setembro, Bruno Lobo manteve seu domínio na categoria Foil e venceu cinco das seis regatas disputadas no Rio.

“Sabia que não seria fácil, tem muitos atletas surgindo. E o vento aqui do Rio oscila mais. Até tive um imprevisto em uma regata, em que meu kite enroscou. Mas no geral consegui andar bem e estou muito feliz com essa conquista”, afirmou Bruno Lobo, tricampeão brasileiro de Foil, que em novembro disputa o Campeonato Norte-Americano, em San Diego (EUA), em busca da classificação do Brasil para os Jogos Pan-Americanos de Lima 2019.

Na Tubular, o também maranhense Rogério Luna foi o vencedor da etapa carioca. Porém, na soma das duas etapas, José Augusto levou o título do Brasileiro. Os dois velejadores destacaram a importância da aproximação com a CBVela para a evolução da modalidade.

“A união da ABK com a CBVela fortalece muito nossa classe. A gente pega a expertise da Confederação, que tem histórico olímpico, para profissionalizar os eventos e o calendário. Assim, o kitesurfe vai se desenvolver”, disse Rogério Luna, vencedor da etapa do Rio.

“Nas duas etapas, no Rio e em São Luís, foi tudo certo. A equipe de regata, a organização. Para a gente é uma experiência bem legal”, afirmou José Augusto.

O Campeonato Brasileiro da classe RS:X (windsurfe) também foi disputado na Barra da Tijuca, na Lagoa de Marapendi, durante o fim de semana. Representante do Brasil nas últimas três edições dos Jogos Olímpicos, Patrícia Freitas foi a vencedora na categoria feminina. No masculino, Brenno Francioli ficou no topo do pódio. A competição foi organizada pela CBVela, em conjunto com a Associação Brasileira de Windsurf (ABWS) e a Associação Carioca de Windsurf (ACW).

LEIA TAMBÉM

>>Primeira cabinada com teto solar elétrico da NX Boats estará em São Sebastião
>>Phantom 303 será destaque da Schaefer no São Sebastião Boat Show 2018
>>Nova Coral 27 cabinada será uma das atrações do São Sebastião Boat Show

Quer conferir mais conteúdo de NÁUTICA?
A edição deste mês já está disponível nas bancas, no nosso app
e também na Loja Virtual. Baixe agora!
App Revista Náutica
Loja Virtual
Disponível para tablets e smartphones

Náutica Responde

Faça uma pergunta para a Náutica

    Relacionadas

    Nova lancha da Azimut promete reduzir em até 40% as emissões de CO₂

    Batizada de Seadeck 6, embarcação foi apresentada em piscina no maior evento de design do mundo, na Itália

    EUA enviam ao Rio de Janeiro porta-aviões gigante de 333 metros; entenda

    USS George Washington atracou no Brasil como parte da operação Southern Seas, que visa incentivar a cooperação entre os países

    Em fase final de testes, Aquabus de Ilhabela transportaram 1,5 mil pessoas no fim de semana

    Novo sistema de transporte aquaviário contará com três catamarãs e capacidade para 60 pessoas em cada viagem; data de inauguração ainda não foi divulgada

    Italiana Rossinavi lança catamarã híbrido-elétrico de 43 metros

    Modelo nasce como “projeto mais inovador” do estaleiro, com tecnologias sustentáveis e até uso de Inteligência Artificial

    Schaefer Yachts anuncia barco que não afunda, ideal para resgates em alto-mar

    Com o nome de Interceptor 48 Pilot, novidade é fruto de parceria com a empresa irlandesa Safehaven Marine