Copa Mitsubishi de Vela 2022 chega ao fim em Ilhabela e anuncia datas para 2023

O Circuito reuniu velejadores de todo o Brasil para uma verdadeira festa na água

Por: Redação -
05/12/2022

Duas regatas foram disputadas para todas as classes no último dia de competições da Copa Mitsubishi 2022, um dia decisivo para aqueles que chegaram ao final do campeonato em condições de vencer as disputas.

É exatamente o Caso do Rudá, de Mario Martinez, e o Xamã, de Sergio Klepacz, que iniciaram o dia fazendo contas para saber quem levaria o campeonato 2022 na ORC.

 

O Lucky V/Alforria, de Luis Villares, entrou na raia para complicar as contas, vencendo a primeira regata do dia. O Xamã ficou na segunda colocação e o Zorro, de Gonçalo Sá, na terceira.

 

Já a segunda regata teve vitória do Rudá, enquanto o Argos, de Jaime Cupertino, ficou em segundo e o Inaê Amstel Ultra, de Bayard Umbuzeiro, na terceira colocação.

 

Com isso, o Campeonato 2022 termina com a vitória do Rudá, com 50 pontos, e o Xamã acumulando 52, em segundo. Na terceira colocação do ano, com 71 pontos, o Orson, de Kalu Silva.

Zeus leva na RGS

A primeira regata do domingo teve a vitória do Cangrejo, de Thiago Marques, com o Zeus em segundo e o Sossegado em terceiro. Na segunda regata, o terceiro colocado foi o mesmo e os dois primeiros inverteram posições: Zeus à frente e Cangrejo em segundo.

 

Com as regatas do ano finalizadas, o Zeus termina a temporada com a liderança absoluta de 17 pontos acumulados. Em segundo está o Bl3 Urca, com 49 pontos, e o Cangrejo, com 63, em terceiro.

 

C30 tem Caballo Loco em primeiro

Na C30, o Caballo Loco, de Mauro Dottori, fecha a temporada em primeiro, com 21 pontos. Em segundo, com 38, ficou o Caiçara, de Marcos de Oliveira César. Na terceira colocação, o Team 06 Loyalty, de Alex Leal, com 51. Kaikias e Kairós, encerram o ano na quara e quinta colocações, respectivamente, com 53 e 57 pontos.

 

Na HPE25, o ano foi do Ginga, que fecha a temporada com 22 pontos, contra 27 do Pé de Vento e 29 do Conquest, segundo e terceiro, respectivamente.

 

Duplas e Bico de Proa

Na nova dinâmica das classes Bico de Proa e Duplas, que correram regatas apenas em um sábado de cada etapa, o Nautilus, de Aziz Constantino, foi o vencedor da classe Bico de Proa, com 4 pontos ao longo do ano. Em segundo, o Blu, de Marcelo Ragazzo, com 8 e, com 11, o Cambada, de Luiz Giovaninni, ficou em terceiro.

 

Finalmente na Classe Duplas, o Helios, de Marco Gama Lobo, foi o vencedor, com 5 pontos, enquanto o H2Orça, de Hilpert Zamith, foi segundo, com 7 pontos.

A competição da vela paulista já está confirmada para 2023

A Copa Mitsubishi de Vela 2022 terminou e ,por mais um ano, reuniu os velejadores não apenas de São Paulo, mas do Rio, Florianópolis e Salvador, consagrando o evento como um dos melhores do calendário nacional.

 

Para 2023, as datas da Copa Mitsubishi de Vela já foram definidas. Confira abaixo!

1ª Etapa: 11, 12, 18 e 19 de março

2ª Etapa: 17,18, 24 e 25 de junho

3ª Etapa: 23, 24, 30 de setembro e 1 de outubro

4ª Etapa: 25 e 26 de novembro e 2 e 3 de dezembro

 

 

Náutica Responde

Faça uma pergunta para a Náutica

    Tags

    Relacionadas

    Nova lancha da Azimut promete reduzir em até 40% as emissões de CO₂

    Batizada de Seadeck 6, embarcação foi apresentada em piscina no maior evento de design do mundo, na Itália

    EUA enviam ao Rio de Janeiro porta-aviões gigante de 333 metros; entenda

    USS George Washington atracou no Brasil como parte da operação Southern Seas, que visa incentivar a cooperação entre os países

    Em fase final de testes, Aquabus de Ilhabela transportaram 1,5 mil pessoas no fim de semana

    Novo sistema de transporte aquaviário contará com três catamarãs e capacidade para 60 pessoas em cada viagem; data de inauguração ainda não foi divulgada

    Italiana Rossinavi lança catamarã híbrido-elétrico de 43 metros

    Modelo nasce como “projeto mais inovador” do estaleiro, com tecnologias sustentáveis e até uso de Inteligência Artificial

    Schaefer Yachts anuncia barco que não afunda, ideal para resgates em alto-mar

    Com o nome de Interceptor 48 Pilot, novidade é fruto de parceria com a empresa irlandesa Safehaven Marine