Mercado náutico perde Ricardo da Fonseca Silveira, o Chumbinho

Por: Redação -
29/10/2018

Morreu na última sexta-feira (26), em Florianópolis, Santa Catarina, após sofrer complicações de uma cirurgia de intestino, o velejador Ricardo Fonseca da Silveira, o Chumbinho, como era conhecido por todos os amigos do mar.

Bem conhecido na região Sul, Ricardo foi membro e um dos fundadores da Associação de Vela e Conservação Ambiental da Ilha de Santa Catarina, atuava como despachante náutico e sempre foi muito admirado e querido por todos tanto profissionalmente quanto pelos seus ensinamentos, que certamente inspirou e continuará inspirando muitas pessoas pelo exemplo de ser humano.

Amante da vela e Amigo da Marinha, Ricardo dedicou anos de sua vida para a náutica e contribuiu para a evolução do setor no Brasil. “O meio náutico é muito honrado pelo trabalho que ele exerceu e pelo legado que nos deixou”, disse Mané Ferrari, presidente da Acatmar.

O Grupo Náutica lamenta a perda e expressa sentimentos à família e aos amigos de Chumbinho.

Náutica Responde

Faça uma pergunta para a Náutica

    Relacionadas

    Casa de vidro sobre as águas no Texas está à venda por quase R$ 30 milhões; conheça

    Residência fica na cidade de Round Top, cujo último senso registrou população de 91 habitantes

    E-combustíveis para o setor marítimo podem gerar 4 milhões de empregos, diz pesquisa

    Estudo foi encomendado pelo Fórum Marítimo Global e indica que as vagas serão abertas até 2050

    Futurista e feita de titânio: conheça a lancha de 55 pés que parece uma nave espacial

    Com estilo contemporâneo, será a primeira embarcação lançada pelo estaleiro Mirrari, dos Emirados Árabes Unidos

    Litoral de São Paulo e do Rio pode ter ondas de até 3 metros neste sábado (18)

    Alerta da Marinha do Brasil vale para as cidades de Santos e Campos dos Goytacazes; confira dicas de segurança em caso de ressaca marítima

    Projeto na Croácia quer criar cinco vilas ecológicas de luxo à beira mar com direito a barcos elétricos

    Ideia da eD-TEC visa redefinir o conceito de vida de luxo, oferecendo energia solar às moradias durante os 365 dias do ano