Motorização

Por: Redação -
14/06/2016

A Cummins Brasil, em parceria com o seu distribuidor Motormac, localizado em Porto Alegre (RS), comemora no próximo dia 15, juntamente com a Navegação Aliança, o batismo da embarcação Juan Rassmuss. O evento será realizado no estaleiro da Intecnical, responsável pela operação em Triunfo (RS).

O Ruan Rassmuss, nome de um acionista da controladora da empresa Trevisa, recebeu duas motorizações Cummins KTA19, de 600 cv a 1800 rpm, totalizando 1200 cavalos de potência. Os motores mecânicos trazem ainda um sistema de gerenciamento de combustível eletrônico (Centry), que permite o gerenciamento de carga sobre o motor na melhor condição de operação e consumo.

O projeto, iniciado em 2014, contou com todo o suporte de engenharia do Distribuidor Cummins Motormac. “Participamos junto a engenharia do cliente para o dimensionamento e aplicação dos motores à embarcação, focando no aumento de performance e redução de consumo, além de minimizar emissões de poluentes”, diz Sérgio Kulzer, gerente de Aplicações e Vendas de Motores da Motormac.

A Cummins e a Motormac foram as empresas responsáveis por equipar as quatro últimas embarcações produzidas pela Navegação Aliança. Lançado em 2014, o navio João Mallmann foi equipado também com duas unidades do motor Cummins KTA19-M, assim como o navio Frederico Madörin, cuja atividade começou em 2009. Já o navio Germano Becker, lançado em 2005 recebeu três motores Cummins QSK19-M.

“Trata-se de um cliente estratégico que prestamos serviços desde 2002. E estamos muito honrados por contribuirmos com mais esta conquista da Navegação Aliança”, afirma Kulzer. Vale acrescentar que a Motormac é a responsável pelas manutenção de todas as embarcações da empresa, com comercialização e fornecimento de materiais e peças.

A nova embarcação Juan Rassmuss será destinada, inicialmente, à movimentação de celulose da planta da CMPC Celulose Riograndense, localizada em Guaíba, cuja unidade teve sua capacidade de produção expandida recentemente. O Juan Rassmuss levará a carga da Região Metropolitana de Porto Alegre, pelo Rio Guaíba e Lagoa dos Patos, até Rio Grande. No porto, o produto será colocado em navios maiores para, através do mar, seguir para o destino final.

Foto: Divulgação

Assine a revista NÁUTICA: www.shoppingnautica.com.br

Náutica Responde

Faça uma pergunta para a Náutica

    Relacionadas

    Catamarã elétrico de startup vence concurso e fará parte da autoridade marítima de Singapura

    Embarcação participa do projeto singapurense que pretende acabar com emissões portuárias até 2050

    Casas flutuantes em alta: conheça as mais luxuosas do mundo

    Inspire-se com cinco modelos das moradias sobre as águas que estão fazendo a cabeça dos milionários

    Com dois barcos de 19 pés, Ross Mariner mostra lançamento no Rio Boat Show 2024

    Boas opções de entrada, embarcações estarão no salão, de 28 de abril a 5 de maio, na Marina da Glória

    NÁUTICA Talks recebe Marina Bidoia, mais jovem velejadora a concluir a Refeno

    Velejadora realizou o trajeto Recife-Fernando de Noronha aos 24 anos, e vai levar experiência ao Rio Boat Show 2024

    Posto flutuante da rede Golfinho estará no Rio Boat Show 2024

    Loja de conveniência batizada de WayPoint também será apresentada de 28 de abril a 5 de maio, na Marina da Glória