No ar

Por: Redação -
15/06/2016

A Cirrus Aircraft se prepara para a entrega do primeiro jato Vision, que acontecerá no AirVenture 2016, em Oshkosh (Wisconsin, EUA), na última semana de julho.

Lançado pela primeira vez em 2007, com o nome de The Jet, o projeto foi interrompido e, agora, nove anos depois, entrará no mercado. O jato, com capacidade para transportar até sete pessoas a bordo (5 adultos + 2 crianças), é equipado com motor Willians de 1 800 libras comandado por uma única manete de aceleração com tecnologia FADEC, diminuindo drasticamente a carga de trabalho do piloto, e poderá voar a 550 km/h, com um alcance de até 2 200 km. Conta com CAPS (Sistema de Paraquedas Cirrus), que tornou-se marca registrada da Cirrus Aircraft, além de cabine pressurizada, ar-condicionado, sistema de entretenimento, telefone por satélite, e Cirrus Perspective Touch – um painel de aviônicos completo, desenvolvido em conjunto pela Cirrus e Garmin International.

Esta aeronave vai permanecer na fábrica para atender ao programa de treinamento dos primeiros instrutores de voo do Vision. Posteriormente, será utilizada nos voos de demonstração a clientes. No Brasil o primeiro Vision deve chegar até o fim do primeiro semestre de 2017.

Foto: Divulgação

Assine a revista NÁUTICA: www.shoppingwww.nautica.com.br

Náutica Responde

Faça uma pergunta para a Náutica

    Relacionadas

    Brasileira faz "dobradinha" em premiação da ONU de fotos marinhas

    A fotógrafa Andrea Marandino conquistou a 1ª e 2ª colocação em concurso mundial

    Robô submarino encontra lula com ovos gigantes no fundo do mar

    Cientistas acreditam tratar-se de nova espécie do animal, capaz de botar ovos com o dobro do tamanho comum

    Grand Ocean Boats leva lancha de 37 pés ao Marina Itajaí Boat Show 2024

    Estaleiro exibirá o modelo Grand Ocean 37 na segunda edição do evento náutico, que vai de 4 a 7 de julho

    De 4º maior lago do mundo a deserto: o que aconteceu com o Mar de Aral

    Má gestão de recursos naturais tornou o Mar de Aral um dos maiores desastres ambientais do mundo

    Destroços do último navio de Ernest Shackleton são encontrados no Canadá

    Quest, explorador polar de uma das figuras mais conhecidas da navegação, está no mar de Labrador, a cerca de 390 m de profundidade