Novo J8

Por: Redação -
01/06/2015

Os veleiros J-Class foram originalmente desenvolvidos para a America’s Cup e ficaram em ação entre 1930 e 1937. Após longos anos fora de linha, muitos modelos foram reeditados com casco de alumínio fazendo com que a classe renascesse. Além do DNA de competição, os J-Class ainda têm feito sucesso como veleiros de lazer e charter e agora mais um modelo deve voltar ao mar, o J8.

Analisado através de um software especial desenvolvido pelo escritório de Hoek Design, o J8 foi considerado o J-Class de melhor desempenho e por isso ele deve voltar a ser fabricado. O projeto foi amplamente otimizado para se encaixar nas regras de regatas atuais e teve estrutura do casco reforçada e cockpit remodelado.

Com 140 pés (42,7), o casco de alumínio está sendo finalizado pelo estaleiro Bloemsma Alumiuniumbouw, que já construiu outros dois cascos da linha, e deve ficar pronto ainda este ano. O escritório ainda adiantou que o veleiro deve receber motorização híbrida.

Imagens Divulgação

 

Curta a revista Náutica no Facebook e fique por dentro de tudo que acontece no mundo náutico.

Náutica Responde

Faça uma pergunta para a Náutica

    Relacionadas

    Megaiate apreendido vira "batata-quente" para os Estados Unidos; entenda o caso

    Governo norte-americano quer vender embarcação e alega não ter condições de pagar manutenção

    Reveladas imagens inéditas de navio que afundou com seu capitão há 84 anos

    O graneleiro Arlington foi encontrado nos EUA e traz, além de imagens, a história do capitão que não quis se salvar

    Novo estudo mostra que baleia-azul está acasalando com baleias-comuns mais do que deveria; entenda

    Número até então desconhecido de animais com DNA híbrido colocou pesquisadores em alerta

    Conheça o Volitan, barco voador que está próximo de se tornar realidade na Amazônia

    Criado pela startup AeroRiver, embarcação deve chegar para o transporte de cargas e pessoas na região em 2026

    Conheça a história do "Titanic dos Alpes", navio a vapor que será resgatado 90 anos após naufragar

    Embarcação foi afundada propositalmente em 1933, no Lago Constança, na Europa