Operação Verão termina sem mortes relacionadas à navegação no Paraná

Por: Redação -
18/03/2019
Foto: Divulgação

Pela primeira vez, a Capitania dos Portos do Paraná (CPPR) encerrou a Operação Verão sem o registro de mortes relacionadas à navegação. O número corresponde aos 65 municípios de jurisdição, que abrangem o Litoral e a Região Leste do Estado do Paraná.

Nas últimas três operações, ao menos uma morte foi registrada. Em 2015/2016 e 2017/2018 a CPPR contabilizou uma morte. Na temporada 2016/2017 foram três mortes.Entre o dia 21 de dezembro de 2018 até 10 de março de 2019, foram realizadas 3 058 abordagens a embarcações. Além disso, foram 189 notificações e quatro embarcações apreendidas. Junto com as fiscalizações do tráfego aquaviário em embarcações – principalmente de esporte e recreio, transporte de passageiros e de turismo náutico – foram realizadas ainda ações de conscientização.

LEIA TAMBÉM
>>Miami Open terá exposição de embarcação esportiva fabricada no Brasil
>>Ingressos para o Rio Boat Show já estão à venda
>>Estaleiro italiano está entre os vencedores do International Design Awards

“O nosso objetivo na Operação Verão foi garantir que os momentos de lazer e diversão a bordo de lanchas e barcos durante o período de férias escolares e no Carnaval não se transformassem em dor e tristeza devido a um acidente. Encerrar este período de intensificação da fiscalização sem nenhuma perda de vida humana é um sinal que a população paranaense está cada vez mais consciente e responsável na condução de embarcações. O desafio agora é manter a fiscalização e a conscientização ao longo do ano para que na próxima Operação Verão não tenhamos perdas de vidas durante a navegação na costa marítima e nos rios paranaenses”, comentou o Capitão dos Portos do Paraná, Capitão de Mar e Guerra Rogerio Antunes Machado.

Quer conferir mais conteúdo de NÁUTICA?
A edição deste mês já está disponível nas bancas, no nosso app
e também na Loja Virtual. Baixe agora!
App Revista Náutica
Loja Virtual
Disponível para tablets e smartphones

Náutica Responde

Faça uma pergunta para a Náutica

    Relacionadas

    Primeiro catamarã a hidrogênio dos EUA está pronto para servir como balsa

    Guarda Costeira norte-americana autorizou o início do serviço, que transportará até 75 pedestres por vez pela Baía de São Francisco

    Governo do Rio de Janeiro reduz imposto para fabricantes de embarcações

    Vitória para o setor, incentivo fiscal para o setor náutico reduz de 27% para 7% a alíquota do ICMS para venda de barcos

    Teste Real 40 Cabriolet: lancha se destaca pelo conforto no cockpit, cabine e posto de comando

    Testada nas águas de Ilhabela, no litoral norte de São Paulo, modelo ainda chama atenção pela pilotagem a céu aberto

    Cruzeiro nudista pelo Caribe é aposta de empresa dos Estados Unidos; conheça

    Com previsão de lançamento em 2025, viagem sem roupa pelos mares custa a partir de R$ 10 mil, mas tem regras rígidas de convivência

    Robert Scheidt será o embaixador da 51ª Semana Internacional de Vela de Ilhabela

    Maior medalhista da história olímpica do Brasil estará no evento patrocinado pela Mitsubishi de 20 a 27 de julho