Pan 2015

Por: Redação -
17/07/2015

O desafio era grande, mas Robert Scheidt reagiu à altura. Apenas quatro dias depois do Mundial de Laser de Kingston, o brasileiro foi a Toronto, a 220 km, para buscar sua quarta medalha de ouro nos Jogos Pan-Americanos. Após a estreia em sétimo lugar, marcada por ventos fracos e rondados na raia do Lago Ontário, Scheidt chegou à vice-liderança da competição nesta quinta-feira (16). Está empatado em número de pontos com o americano Charlie Buckingham, e a apenas sete pontos do líder, o guatemalteco Juan Maegli.

É entre Scheidt e Maegli, aliás, que a disputa está mais acirrada. Os dois se enfrentaram na segunda-feira (13), quando o guatemalteco fez uma manobra para impedir a passagem do brasileiro e os barcos se tocaram. Scheidt venceu a regata, mas foi desclassificado após um protesto de Maegli, e terminou a terça-feira na sétima colocação geral.

A reação veio já no dia seguinte. Com ventos mais fortes, de até 14 nós, seis regatas foram realizadas entre quarta e quinta-feira. Em todas elas, os dois se alternaram nas primeiras posições, brigando boia a boia. Nesta quinta (16), Scheidt venceu uma das provas e foi quarto e segundo nas outras, média que o aproximou do velejador da Guatemala.

Mas o brasileiro também precisa se preocupar com o americano Charlie Buckingham, com a mesma pontuação, com o canadense Lee Parkhill, a apenas dois pontos de distância, e com Chris Thompson, das Ilhas Virgens. Com todos os cinco primeiros colocados muito próximos na classificação geral, as regatas desta sexta-feira serão decisivas para os competidores, que disputarão a medal race no sábado (18), valendo pontos dobrados.

Já os atletas da RS:X, Patricia Freitas e Ricardo dos Santos, o Bimba, seguem tranquilos na liderança da classe Feminina e Masculina. Patricia venceu mais três regatas ontem e soma 12 pontos perdidos, seis a menos que a segunda colocada a mexicana Demita Veja. Bimba lidera com ainda mais folga, o atleta brasileiro tem 15 pontos perdidos contra 26 do mexicano David Teran, segundo colocado.

As meninas da 49erFX, Kahena Kunze e Martine Grael, também mostraram que sabem superar obstáculos em grandes competições. Após começarem o Pan na segunda posição, as meninas caíram para a quarta e após as regatas de ontem retomaram o segundo lugar da classe que tem apenas seis duplas na disputa.

Fernanda Decnop, da Laser Radial, também recuperou posições após as regatas de ontem e está em quarto lugar geral da classe.

Confira a classificação dos outros brasileiros no Pan-Americano 2015:
Sunfish – João Hackerott – 4º
Hobie Cat 16 – Luiz Claudio Teixeira e Bruno dos Reis Oliveira – 6º
J-24 – John King/Alexandre Saldanha/Daniel Santiago/Guilherme de Almeida – 4º
Snipe – Alexandre Paradeda e Georgia Rodrigues – 7º
Lightning – Claudio Biekarck/Gunnar Ficker/Mira Hackerott – 3º

Foto Divulgação/COB

 

Curta a revista Náutica no Facebook e fique por dentro de tudo que acontece no mundo náutico.

Náutica Responde

Faça uma pergunta para a Náutica

    Relacionadas

    Professor larga tudo para dar volta ao mundo em veleiro de 8 metros

    Pelas redes sociais, Luke Hartley compartilha suas aventuras a bordo de uma 27 pés de 1976

    Mestra Boats exibirá grandes sucessos de 29 a 35 pés no Brasília Boat Show

    Estaleiro disponibilizará aos visitantes do evento náutico a Mestra 352 HT, seu maior modelo, e outros dois barcos bem resolvidos; confira

    No século 17, maior navio do mundo foi construído no Brasil e batizou o Aeroporto do Galeão

    Embarcação de guerra foi construída a pedido da coroa portuguesa, que buscava recuperar terras perdidas para a Espanha

    Ventura atracará com lanchas, pontoons e jets na estreia do Brasília Boat Show

    Conhecido pela variedade de produtos, estaleiro mineiro estará nas águas do Lago Paranoá de 14 a 18 de agosto

    6 ótimos motivos para você visitar o Brasília Boat Show

    O maior evento náutico do Centro-Oeste acontecerá de 14 a 18 de agosto, no Lago Paranoá