Pan 2015

22/07/2015

Os velejadores brasileiros subiram ao pódio em todas as classes Olímpicas em que disputaram no Pan-Americano de Toronto. Foram seis medalhas e o maior número de pódios, apesar de o Brasil ter conquistado um ouro a menos que a Argentina, que ficou com a primeira colocação no ranking. Destaque para o ouro de Patrícia Freitas, na RS:X, para o tetracampeonato da classe Prancha a Vela, com Ricardo Winicki, e para a 9ª medalha pan-americana de Cláudio Biekarck, nosso Mister Pan, o brasileiro mais velho a subir no pódio em Toronto — levou o bronze na classe Lightning, ao lado de Gunnar Ficker e Maria Hackerott. Nossos velejadores só não chegaram lá em quatro classes que estão na competição, mas fazem parte dos calendários dos Jogos Olímpicos 2016.

Para o coordenador técnico da equipe, Torben Grael, o desempenho foi bom, mas refletiu a prioridade dada às Olimpíadas de 2016.

“A quantidade de medalhas foi boa. Teve menos ouro, mas acho que é normal. O foco é a Olimpíada. O Pan foi um campeonato excepcional, de vento muito fraco, e a gente sabia que ia ser assim. Pegar o atleta que está fazendo campanha olímpica e fazer perder peso só por causa do Pan é um desgaste que não interessa muito à gente. O resultado foi bom”, avaliou.

Torben só não gostou da medalha de prata de Martine Grael e Kahena Kunze, na categoria 49er FX, que por conta  da marcação manobra a manobra que elas sofream da dupla argentina, que subiu no topo do pódio. Num desabafo de pai, diante da atitude das argentinas, ele chegou a falar em “lado sujo da vela olímpica”, mas as meninas aceitaram a manobra como parte do jogo.

Os medalhistas

Patrícia Freitas: ouro na prancha à vela (RS:X)
Ricardo Winicki: ouro na prancha à vela (RS:X)
Robert Scheidt: prata na classe Laser
Martine Grael e Kahena Kunze: prata na 49erFX
Fernanda Decnop: bronze na Laser Radial.
Cláudio Biekarck, Gunnar Ficker e Maria Hackerott: bronze na classe Lightning

Foto: Divulgação

 

Curta a revista Náutica no Facebook e fique por dentro de tudo que acontece no mundo náutico.

Náutica Responde

Faça uma pergunta para a Náutica

    Relacionadas

    Olimpíadas de Paris: você sabia que o surfe não será disputado na França?

    Em decisão polêmica, Comite Olímpico escolheu outro país para sediar todas as baterias do esporte; entenda

    Adolescente para lancha desgovernada e impede acidente em lago nos EUA

    Imagens gravadas por quem estava no local mostram jovem de 17 anos saltando de um jet em direção ao barco que rodopiava sem condutor

    Público do Brasília Boat Show tem desconto exclusivo em hotéis parceiros; saiba como funciona

    Visitantes do evento náutico, que atraca pela primeira vez no Lago Paranoá, poderão desfrutar de condições especiais no momento da reserva

    Navio de pesquisa de 1962 é capaz de “ficar de pé” no mar; assista em ação

    Quando na vertical, paredes internas viram pisos e móveis são adaptados para a nova posição

    Na dúvida de qual jet comprar? Confira modelos da Sea-Doo para cada necessidade

    Empresa conta com opções que atendem desde iniciantes no universo náutico até apaixonados por velocidade ou pesca