Regata Ele e Ela

Por: Redação -
26/05/2015

Neste sábado, 23, o Iate Clube de Santa Catarina sediou a segunda etapa da Copa Flotilha. A Regata Ele e Ela contou com um excelente nível técnico e foi marcada pela condição perfeita de ventos norte na Baía Sul, que variaram entre 10 e 20 nós (18 a 35km/h) ao longo da tarde para o deleite das duplas que participaram da regata.

Após velejarem sozinhos na primeira etapa da Copa Flotilha – A Regata Solitário – neste sábado os comandantes tiveram uma companhia de luxo em suas embarcações. Acompanhados das esposas, namoradas e filhas, os velejadores tiveram pela frente um dia perfeito para as disputas, que tornou a regata ainda mais especial.

Com largada nas proximidades da Ponte Pedro Ivo, os veleiros seguiram na Baía Sul, rumo a primeira boia, em frente ao Trapiche da Sede Central do Iate Clube, com ventos de aproximadamente dez nós (18 km/h). Diferente da regata passada, nessa etapa os veleiros tiveram que cumprir um trecho um pouco mais longo, contornando uma boia nas proximidades de Coqueiros e só depois seguiram para a Ilha do Largo. Após o contorno no Sul da Ilha, as duplas retornaram para mais um contorno da boia em Coqueiro e fizeram a última perna até o Iate Clube em um contravento com rajadas de até 20 nós (35kh/h), que exigiu muito das embarcações.

Ao lado da velejadora Carla, sua namorada, o comandante Marcelo Gusmão foi o Fita Azul da regata com o veleiro Moleque. “Tivemos uma regata muito boa. Sabíamos que a volta seria com ventos fortes e tivemos um lindo dia. Eu e a Carla sempre velejamos juntos e hoje foi mais um excelente dia”, disse. “Eu procuro sempre estar bem atenta ao que ele me pede no barco. A gente veleja bastante juntos”, disse Carla.

Com a vitória na Classe RGS, o Moleque subiu para a segunda posição na Copa Flotilha, atrás apenas do Tintiun, que venceu na Regata Solitário e acabou em segundo na Ele e Ela. O 007 completou o pódio da classe RGS neste sábado, com a terceira posição.

Fita Azul da Regata Solitário, o C30 Corta Vento, do comandante Carlos Augusto Matos foi o segundo veleiro a cruzar a linha de chegada, mais uma vez com vitória na classe. “Eu já faço a Regata Ele e Ela com a Isabel há cinco anos. Ela é uma exímia velejadora e eu fico só olhando”, disse Guto, orgulhoso de ter passado os ensinamentos para a filha. “Eu já estou acostumada a participar da regata. Não é nenhuma surpresa para mim, pois velejo desde pequena com o meu pai. Foi legal também, pois o vento estava muito forte e exigiu muito em alguns momentos”, disse Isabel.

Na Proa Rasa, o Zimbro foi o vencedor da classe. Essa foi a segunda vitória do veleiro na Copa Flotilha, que lidera com boa vantagem a competição.

A terceira e última etapa da Copa Flotilha acontece já no próximo sábado, dia 30. A Regata Tripulação vale também como quarta etapa da Copa Veleiros de Oceano.

Foto ICSC/Divulgação

 

Curta a revista Náutica no Facebook e fique por dentro de tudo que acontece no mundo náutico.

Náutica Responde

Faça uma pergunta para a Náutica

    Relacionadas

    Procurando um terreno? Ilha intocada na Patagônia Chilena está à venda

    Local tem cerca de 445 km², mais de 80 lagos, a Cordilheira dos Andes de fundo e custa aproximadamente R$ 173,6 milhões

    1ª embarcação capaz de produzir seu próprio hidrogênio está prestes a finalizar volta ao mundo

    Boberto por 202 m² de painéis solares, barco percorreu quase 63.040 milhas náuticas apenas com energias renováveis

    Expedição realizada no Chile pode ter descoberto mais de 100 novas espécies marinhas

    Biólogos do Censo Marinho têm o objetivo de descobrir 100 mil novos seres do mar nos próximos 10 anos

    Casal troca apartamento para viver em veleiro com seis gatos

    Embora a rotina de manutenção do catamarã seja dura e exigente, Aline e José garante que vale a pena

    Novo submarino Tonelero será lançado ao mar no fim de março, no Rio de Janeiro

    Embarcação militar de 71,6 metros é oriunda do Programa de Desenvolvimento de Submarinos, selado entre Brasil e França