Revisão

Por: Redação -
11/07/2014

Depois dos Jogos de 2016, as regras para o esporte paraolímpico deverão mudar, incluindo para a vela. O novo código revisado, que deve ser lançado em 2017, foi desenvolvido a partir de pesquisas feitas com os representantes do movimento paraolímpico no mundo. A ideia é que os procedimentos para a classificação dos deficientes deve ser comum a todas as modalidades.

Mais de 750 sugestões dos membros do Comitê Internacional foram enviadas. A primeira versão do código de 2017 já foi apresentada aos representantes da autoridade paraolímpica.

Foto: Divulgação

 

Curta a revista Náutica no Facebook e fique por dentro de tudo que acontece no mundo náutico.

Náutica Responde

Faça uma pergunta para a Náutica

    Relacionadas

    Armatti Yachts vai exibir três lanchas no Marina Itajaí Boat Show 2024

    Modelos de 30, 37 e 42 pés marcarão presença no evento, que acontece de 4 a 7 de julho

    Por que a tocha olímpica não apaga debaixo d’água? Entenda

    Tradicional revezamento que antecede os Jogos contou com trecho submerso na França, a 20m de profundidade no Mediterrâneo

    Enorme submarino de guerra surge em Santos, no litoral de São Paulo

    Embarcação da Marinha, o Tikuna - S34 chamou a atenção ao atracar com tripulantes sobre o casco

    Quase 1.500 anos: cientistas identificam a planta marinha mais antiga do mundo

    Espécie de alga marinha surgiu no Mar Báltico no período das Invasões Bárbaras, de 375 d.C. a 700 d.C

    Copa Mitsubishi de Vela: 2ª etapa termina com premiação e domingo sem ventos

    Participantes disputaram regatas no sábado, mas premiação aconteceu no dia seguinte sem novas competições