RGS

Por: Redação -
16/07/2014

A classe RGS com suas subdivisões permite que o velejador concilie o prazer de uma velejada em alto nível com a satisfação de reunir-se amigos e familiares para formar a tripulação. Por isso, a categoria é a que mais terá atletas na Ilhabela Sailing Week. Serão 52 barcos da RGS.

Ao longo de duas décadas os velejadores formados pela BL3 nas raias de Ilhabela, a partir da classe RGS, encontraram espaço em outras embarcações e, hoje, é fácil identificá-los competindo em barcos como, Jazz, Fantasma, Fran, Bocopluppo, Coccoon, Alisios, Newport e Kanibal, entre outros. Em 2013, os vencedores da RGS foram: Quiricomba (A), da Escola Naval; Mandinga (B), Rainha (C) e Jambock (Cruiser).

“Apesar de nosso objetivo ser o aprendizado e não o resultado, preparamos nossos barcos sempre pensando em cada detalhe que pode influenciar nas regatas. Neste ano vamos velejar por um lugar no pódio tanto na RGS Cruiser com os alunos estreantes, quanto na IRC com os mais experientes”, estipula o comandante da BL3, Pedro Rodrigues. “A Ilhabela Sailing Week é sempre um grande desafio, para nós e para as demais tripulações, acredito. Desejamos a todos os participantes bons ventos!”.

A Regata Alcatrazes por Boreste, em homenagem à Marinha do Brasil, primeira prova da competição, no domingo (20), sendo que a Cerimônia de Abertura está marcada para a véspera. A maioria dos veleiros RGS correrá as 60 milhas (110 km) entre o Yacht Club de Ilhabela e o arquipélago, percurso mais longo da disputa.

“Participo da Ilhabela Sailing Week, com o Suduca II, desde que a RGS se chamava Bico de Proa. Antes, na década de 80, corríamos com o Suduca I. Só deixei de participar em duas edições, primeiro devido a um acidente e depois por motivo de viagem”, recorda Marcelo Claro, comandante do Suduca II, de 38 pés. “Incentivamos a criação da RGS, uma regata simples e que tem se mostrado muito coerente, principalmente para barcos entre 30 e 40 pés”.

Foto: Aline Bassi / Balaio
Curta a revista Náutica no Facebook e fique por dentro de tudo que acontece no mundo náutico.

Náutica Responde

Faça uma pergunta para a Náutica

    Relacionadas

    Catamarã elétrico de startup vence concurso e fará parte da autoridade marítima de Singapura

    Embarcação participa do projeto singapurense que pretende acabar com emissões portuárias até 2050

    Casas flutuantes em alta: conheça as mais luxuosas do mundo

    Inspire-se com cinco modelos das moradias sobre as águas que estão fazendo a cabeça dos milionários

    Com dois barcos de 19 pés, Ross Mariner mostra lançamento no Rio Boat Show 2024

    Boas opções de entrada, embarcações estarão no salão, de 28 de abril a 5 de maio, na Marina da Glória

    NÁUTICA Talks recebe Marina Bidoia, mais jovem velejadora a concluir a Refeno

    Velejadora realizou o trajeto Recife-Fernando de Noronha aos 24 anos, e vai levar experiência ao Rio Boat Show 2024

    Posto flutuante da rede Golfinho estará no Rio Boat Show 2024

    Loja de conveniência batizada de WayPoint também será apresentada de 28 de abril a 5 de maio, na Marina da Glória