Menor do mundo

Por: Redação -
19/05/2016

Uma plataforma militar desativada no Mar do Norte próximo à Inglaterra é considerada o menor país do mundo. A Rough Towers se tornou Sealand graças a Roy Bates que a ocupou e proclamou como um país, em 1967. Ele instituiu uma monarquia e se autoproclamou rei de Sealand. A história um tanto maluca ganhou fama e Bates conquistou alguns súditos ao longo do tempo.

A ONU, Organização das Nações Unidas, não reconhece Sealand como um país, pois a plataforma não atende o requisito básico de ter uma população uma população fixa no território, mas isso não impediu Bates de continuar divulgando seu país.

O “país” tem moeda própria, dólar de Sealand, hino nacional, bandeira, títulos de nobreza, selos postais e até seleção nacional de futebol (com jogadores emprestados de outros países). Atualmente Michael Bates, filho de Roy, é o rei de Sealand. Obviamente só se pode chegar ao “país” de barco ou helicóptero e toda seus defensores conseguem manter a ideia maluca através da venda de souvenirs como canetas, canecas, chaveiros e camisas.

Foto: Reprodução

Assine a revista NÁUTICA: www.shoppingnautica.com.br

Náutica Responde

Faça uma pergunta para a Náutica

    Relacionadas

    Sem deixar feridos, incêndio na Croácia atinge mais de 20 barcos

    Incidente ocorreu em marina na cidade de Medulin, no noroeste do país, no último dia 15

    Nova lancha da Azimut promete reduzir em até 40% as emissões de CO₂

    Batizada de Seadeck 6, embarcação foi apresentada em piscina no maior evento de design do mundo, na Itália

    EUA enviam ao Rio de Janeiro porta-aviões gigante de 333 metros; entenda

    USS George Washington atracou no Brasil como parte da operação Southern Seas, que visa incentivar a cooperação entre os países

    Em fase final de testes, Aquabus de Ilhabela transportaram 1,5 mil pessoas no fim de semana

    Novo sistema de transporte aquaviário contará com três catamarãs e capacidade para 60 pessoas em cada viagem; data de inauguração ainda não foi divulgada

    Italiana Rossinavi lança catamarã híbrido-elétrico de 43 metros

    Modelo nasce como “projeto mais inovador” do estaleiro, com tecnologias sustentáveis e até uso de Inteligência Artificial