Veleiro C’est la vie VI é pentacampeão do Troféu Seival

Por: Redação -
19/09/2016

O barco C’est la vie VI, comandado por Henrique Dias, do Veleiros do Sul, foi o vencedor do 46º Troféu Seival, com 68.7 milhas de distância, destinado para os barcos das classes ORC Internacional. Ele se tornou pentacampeão (2005, 2010, 2012, 2014 e 2016) da mais tradicional regata da classe oceano gaúcha com percurso pelo Guaíba e Lagoa dos Patos e igualou o número de vitórias do barco Inca 2000, de Alfredo Becht. C’est la vie VI fez a regata no tempo real de 16h28min53s. Em segundo lugar ficou o barco Hobart, de Airton Schneider, Clube dos Jangadeiros, com a diferença de 25min12s no tempo corrigido para o primeiro colocado.

Para a tripulação do C’est la vie VI, a regata teve um mau início, mas ao longo da prova foi superando as dificuldades. “Foi bem sofrido no começo, fomos muito perto da costa na altura do canal do Cristal e entramos numa zona sem vento, fomos ficando para trás da flotilha. Conseguimos andar bem com o ventinho sul e já na Ponta Grossa fomos recuperando posições, demos um bordo certo em Itapuã e pegamos o ‘caminho do vento’ com as rondadas sendo favoráveis para nossa posição na regata. O Troféu Seival é a regata preferida e estamos orgulhosos dessa conquista”, disse o comandante Henrique, de 28 anos.

No ano passado Henrique foi pentacampeão do Circuito Conesul, mas não havia conseguido a quinta vitória no Seival. Dessa vez a vitória teve um significado ainda maior para ele. “Dediquei esta conquista para meu pai que faleceu neste ano. Ele sempre me perguntava se eu havia ganho a regata do “quadro”, referindo-se ao quadro troféu onde vão as placas dos vencedores do Seival, por isso foi importante para mim e minha família”, completou Henrique.

Na classe Bico de Proa do Troféu Seival, o campeão foi o barco San Chico, de Francisco Freitas (CDJ) que foi o fita azul ao cruzar a linha de chegada às 02h36min15s da madrugada de domingo e ganhou o Troféu Xodó.

Na 27ª Regata Farroupilha para barcos da BRA – RGS, com percurso de 50 milhas de distância, a vitória foi do Abaquar, de Lucas Mazim (CDJ) com o tempo corrigido de 11h43min19s e em segundo ficou o Taz, de Augusto Moreira (VDS) com 12h00min23s. O primeiro a cruzar a linha foi o Vento e Alma, de Cláudio Mika (CDJ) as 00h53min27s. Na classe Microtoner o vencedor foi o Batucada, de José Eduardo Araújo (SAVA). No 19º Velejaço Farroupilha o campeão geral foi o barco Marina, de Ivan Carvalho (CDJ) que chegou às 19h15min07s.

O 25º Circuito Conesul termina no feriado de terça-feira, 20, comemoração da Revolução Farroupilha, com a disputa das duas últimas regatas de barlasota a partir das 13 horas. A competição conta com a participação de 25 barcos dos clubes de Porto Alegre: Veleiros do Sul, Clube dos Jangadeiros, Iate Clube Guaíba e SAVA e do Iate Clube Saldanha da Gama, Pelotas.

Foto: Ricardo Pedbos

Assine a revista NÁUTICA: www.shoppingwww.nautica.com.br

Náutica Responde

Faça uma pergunta para a Náutica

    Relacionadas

    Vírus gigante encontrado no Ártico pode amenizar efeitos do aquecimento global

    Estudo aponta que o organismo, mil vezes maior do que o vírus da gripe, consegue desacelerar o derretimento do gelo; entenda

    Estrada de pedra de 7 mil anos atrás é registro da história no fundo do Mar Adriático

    Cerâmicas e outros artefatos encontrados no local são vestígios que podem ter pertencido a antiga civilização de Hvar, na Croácia

    Curtir paisagens com água diminui a frequência cardíaca, apontam estudos

    Efeito positivo da água sobre a pressão arterial foi comprovado em três experiências com humanos

    Estaleiro holandês Feadship lança seu primeiro superiate movido a energia solar

    Embarcação de 59,5 metros representa mais um passo da marca rumo ao objetivo de ser neutra para o clima até 2030

    Mestra levará seu maior barco ao Marina Itajaí Boat Show 2024

    Estaleiro estará no evento náutico com três opções de lanchas que vão de 29,5 pés a 35 pés