Acabou!

Por: Redação -
22/06/2015

A última etapa da Volvo Ocean Race teve um vencedor inédito! Nesta segunda-feira (22), o Team Alvimedica (Turquia/EUA) cruzou a linha de chegada na primeira colocação após concluir o percurso entre Lorient – Haia – Gotemburgo em 4 dias e 9 horas. Muita festa para o time mais jovem da competição – média de idade de 32,5 anos. “Claro que estamos muito felizes por essa vitória. Foi um ótimo resultado, pois conseguimos segurar a liderança obtida antes do pit-stop de Haia”, disse o norte-americano Charles Enright, comandante do Team Alvimedica. “Vamos aproveitar o momento e depois pensar na última regata in-port”.

O barco turco terminou a prova de 960 milhas náuticas com vantagem de 23 minutos para Team Brunel (Holanda), segundo colocado. O Mapfre (Espanha) e o Dongfeng Race Team (China) cruzaram a linha minutos depois. Os últimos a fechar a nona etapa foram Abu Dhabi Ocean Racing (Emirados Árabes Unidos), Team Vestas Wind (Dinamarca) e Team SCA (Suécia). A diferença do primeiro ao sétimo não superou duas horas.

Todas as equipes, com exceção do Team Vestas Wind (Dinamarca), que perdeu mais da metade das etapas por um incidente no Oceano Índico, ganharam pelo menos uma perna na edição 2014-15 da regata. O resultado mostra que os modelos Volvo Ocean 65 – barcos rigorosamente iguais – deram certo.

A equipe do Alvimedica terá mais um desafio. Disputar um desempate na in-port race do próximo sábado (27) contra o Mapfre, do brasileiro André ‘Bochecha’ Fonseca. Ambos somam 34 pontos perdidos e a regata local de Gotemburgo vai definir quem fica em quarto e em quinto lugares. “Foi uma regata bastante difícil e a parada em Haia praticamente definiu a etapa. O Alvimedica foi melhor, méritos para eles! Cometemos alguns erros que nos tiraram a vitória”, disse André Fonseca do Mapfre. “Agora resta a disputa pelo quarto lugar. Vamos fazer a nossa regata sem importar com um match race contra o Alvimedica”.

O resultado da manhã desta segunda-feira em Gotemburgo também confirmou o pódio final da Volvo Ocean Race 2014-15. O Abu Dhabi Ocean Race (Emirados Árabes Unidos) fica com o ouro, o Team Brunel (Holanda) com a prata e o Dongfeng Race Team com o bronze (China). O britânico Ian Walker, comandante do time árabe, entra para um seleto grupo de medalhistas olímpicos e vencedores da Volta ao Mundo, como o brasileiro Torben Grael. O Abu Dhabi conta também com o espanhol Chunny Bermudez, integrante do Brasil 1 na campanha de 2005-06.

Ainda no píer sueco, a tripulação recebeu o troféu erguido pelo emocionado Ian Walker. A bandeira dos Emirados Árabes Unidos vai tremular na Volvo Ocean Race até a edição 2017-18.
O próximo e último compromisso das equipes é a já citada regata in-port sueca, que fecha a maior competição de vela oceânica no próximo sábado. As provas fazem parte de um campeonato à parte da Volta ao Mundo e são realizadas em todas as cidades-sede e servem como critério de desempate. O Abu Dhabi também é o líder provisório dessa série!

Fotos Divulgação/Volvo Ocean Race

 

Curta a revista Náutica no Facebook e fique por dentro de tudo que acontece no mundo náutico.

Náutica Responde

Faça uma pergunta para a Náutica

    Relacionadas

    Casal troca apartamento para viver em veleiro com seis gatos

    Embora a rotina de manutenção do catamarã seja dura e exigente, Aline e José garante que vale a pena

    Novo submarino Tonelero será lançado ao mar no fim de março, no Rio de Janeiro

    Gigante equipamento militar equivale o peso de 234 carros populares e tem 71,6 metros de comprimento

    Carga bilionária: Colômbia vai extrair tesouros do "Santo Graal dos Naufrágios"

    Embarcação espanhola que naufragou em 1708 levou US$ 20 bilhões para o fundo do mar

    Recém-lançado, Neuboat Dock Raymarine é novidade da Marine Express

    Semelhante a uma câmera de ré, o Neuboat Dock é capaz de mapear o ambiente e trazer imagens 360º ao piloto

    Venda de ingressos para o Rio Boat Show 2024 é aberta; garanta o seu

    Evento conhecido por reunir o melhor do lifestyle náutico acontece de 28 de abril a 5 de maio, na Marina da Glória