Amante do mar e da adrenalina, aventureiro vive sem rumo em veleiro

Nômade e sem um destino final traçado, o navegador curte desde a caça de animais marinhos até o mergulho em regiões paradisíacas

16/12/2022
Instagram

Depois de viver dentro de uma minivan, o navegador Dan abriu mão do conforto de uma casa para viver navegando a bordo de um veleiro. Desde 2018, quando ele comprou sua embarcação, viveu muitas aventuras dentro do mar, incluindo até encostar em tubarões ou sua prática favorita: caçar lagostas.

 

Em sua trajetória nômade, Dan já passou por San Diego, Bahamas, Califórnia, Flórida e Nova Zelândia, além de desbravar o Atlântico.

O modelo escolhido por Dan é um Beneteau Idylle de 11,5 metros de comprimento, produzido em 1984. Dan conseguiu comprá-lo por cerca de US$ 23 mil, algo em torno de R$ 122 mil (valores convertidos em dezembro de 2022).

Para o aventureiro poder seguir com seu plano, a embarcação precisou receber algumas modificações, entre elas, a instalação de painéis solares que, juntos, são capazes de fornecer até 1.000 kW.

 

 

Outra inovação feita foi um sistema de roldanas, que facilita o transporte do bote de emergência. Dan também fez uma mudança pensando tanto no seu conforto quanto no de seus convidados, ao colocar uma espécie de cama na parte do leme. Desta forma, há uma área de lazer que serve para tomar sol ou admirar a paisagem ao ar livre.

 

 

Na popa há também um pequeno jardim, onde o navegador cultiva alguns temperos e também um chuveiro externo. Já na parte debaixo há uma cozinha completa, salão com uma mesa e bancos, que, quando são abaixados, transformam-se em uma cama de casal. Existe ainda mais dois camarotes, os quais podem acomodar confortavelmente seis pessoas.

 

 

Mesmo com um tamanho relativamente pequeno, a embarcação pode armazenar brinquedos aquáticos e também os equipamentos de caça submarina, pois em alguns casos, Dan é quem faz a pesca dos seus alimentos. O veleiro conta ainda com um motor Volvo Penta movido a diesel.

 

 

Por Felipe Yamauchi, sob supervisão da jornalista Denise de Almeida

 

Náutica Responde

Faça uma pergunta para a Náutica

    Relacionadas

    Reveladas imagens inéditas de navio que afundou com seu capitão há 84 anos

    O graneleiro Arlington foi encontrado nos EUA e traz, além de imagens, a história do capitão que não quis se salvar

    Novo estudo mostra que baleia-azul está acasalando com baleias-comuns mais do que deveria; entenda

    Número até então desconhecido de animais com DNA híbrido colocou pesquisadores em alerta

    Conheça o Volitan, barco voador que está próximo de se tornar realidade na Amazônia

    Criado pela startup AeroRiver, embarcação deve chegar para o transporte de cargas e pessoas na região em 2026

    Conheça a história do "Titanic dos Alpes", navio a vapor que será resgatado 90 anos após naufragar

    Embarcação foi afundada propositalmente em 1933, no Lago Constança, na Europa

    Casal constrói casa flutuante e revela prós e contras de morar em lago

    Dupla americana economizou nos custos da construção por ficar responsável pela maior parte do trabalho