Arca de Noé

09/05/2016

O carpinteiro e construtor holandês Johan Huibers, de 58 anos, está prestes a cruzar o Atlântico com sua criação, nada menos que uma gigantesca réplica da arca que Noé utilizou para salvar sua família e animais na história bíblica. Ele decidiu dedicar sua vida a ser mensageiro da religião católica e seguirá a bordo da arca, que foi finalizada há quatro anos e, inicialmente, foi aberta como atração turística.

A obra de Huibers deve sair do porto holandês de Roterdã e começar a cruzar o Atlântico a partir de 30 de junho. O autor do projeto viajará por mais de 8,5 mil quilômetros até chegar ao seu primeiro destino: o Brasil. A previsão é que a embarcação faça paradas em diferentes cidades latino-americanas, entre elas Buenos Aires e Havana, antes de seguir para Estados Unidos e Canadá.

A arca possui 125 metros de comprimento, 29 metros de largura e mais de 2,5 mil toneladas, com capacidade para transportar até cinco mil pessoas. Por fora, é cinza e marrom, conta com várias janelas pequenas e réplicas de animais na proa. No interior, um centro interativo, um museu bíblico, uma adega, um teatro, dezenas de escadas e um espaço de eventos e experiências para jovens e adultos baseadas na Bíblia.

A “Arca de Johan”, como foi batizada, contará com tecnologia para transmitir a viagem pela internet e receber perguntas de todas as partes do mundo. Por enquanto, turistas do mundo inteiro visitam todos os dias o interior da embarcação em uma viagem aos tempos de Noé, aprendem sobre religião e os eventos históricos relacionados ao Antigo Testamento. “Mais de sete mil pessoas visitaram o barco ao longo da primeira semana. Eu não podia acreditar. Por isso decidimos deixá-lo como um museu turístico religioso até iniciar os planos da viagem e conseguir financiamento”, disse Huibers.

Foto: Reprodução

Assine a revista NÁUTICA: www.shoppingnautica.com.br

Náutica Responde

Faça uma pergunta para a Náutica

    Relacionadas

    Armatti Yachts vai exibir três lanchas no Marina Itajaí Boat Show 2024

    Modelos de 30, 37 e 42 pés marcarão presença no evento, que acontece de 4 a 7 de julho

    Por que a tocha olímpica não apaga debaixo d’água? Entenda

    Tradicional revezamento que antecede os Jogos contou com trecho submerso na França, a 20m de profundidade no Mediterrâneo

    Enorme submarino de guerra surge em Santos, no litoral de São Paulo

    Embarcação da Marinha, o Tikuna - S34 chamou a atenção ao atracar com tripulantes sobre o casco

    Quase 1.500 anos: cientistas identificam a planta marinha mais antiga do mundo

    Espécie de alga marinha surgiu no Mar Báltico no período das Invasões Bárbaras, de 375 d.C. a 700 d.C

    Copa Mitsubishi de Vela: 2ª etapa termina com premiação e domingo sem ventos

    Participantes disputaram regatas no sábado, mas premiação aconteceu no dia seguinte sem novas competições