Inspirado em um caranguejo, o catamarã-anfíbio Pagurus pode andar sobre as praias

Por: Redação -
09/03/2021

Da série coisas estranhas que navegam, esse catamarã — idealizado pelo estúdio de design de superiates Lazzarini Design para integrar uma série de sete barcos de inspiração natural —  é um anfíbio, de 25 metros (82 pés), com cascos de aço, movido a energia solar e foi inspirado nos caranguejos. Sim, nos prosaicos crustáceos de andar vagaroso.

Pagurus

Batizado de Pagurus — o nome, em latim, do caranguejo — o catamarã foi inicialmente projetado como um veículo militar. Tem hélices duplos e será equipado com dois motores diesel de 890 hp, com os quais deverá atingir 24 nós de máxima — velocidade admirável para barco inspirado em um crustáceo.

 

Inscreva-se no canal de NÁUTICA no YouTube e ATIVE as notificações

 

O Pagurus é alimentado tanto pela energia solar como pela própria água, além dos motores. Os cilindros de parafuso ficam ao longo da parte inferior dos cascos duplos de aço, que recarregam as baterias durante a navegação. Os painéis solares, no exterior, fornecem um modo de navegação totalmente elétrico com alcance de 6 a 7 horas, a uma velocidade de 5 nós. Quando na terra, é alimentado por dois motores a diesel.

Pagurus

O mais surpreendente é que, por meio de cilindros giratórios, o Pagurus se transforma  em um veículo anfíbio. Ao abaixá-los em 60 cm, o calado aumenta e possibilita a movimentação do catamarã em terrenos de areia ou lama.

Leia também

» Tradicional estaleiro turco apresenta o projeto de seu mais novo iate de 121 pés

» Estaleiro italiano lança projeto de iate que resgata o estilo dos anos 1960

» Estúdio Italiano cria barco com casco inovador em prol da acessibilidade

Pagurus

Semelhante às patas de um caranguejo posicionadas de lado, os cascos laterais subdividem-se em espaços residenciais, conectados um ao outro por meio pelo uma ponte convés superior. Na configuração padrão, são três três camarotes, uma cozinha e um pequeno banheiro, com pernoite para oito passageiros e quatro tripulantes.

PagurusPagurus

Ficou interessado? A versão anfíbia, com aço reforçado, custará cerca de € 24 milhões, com entrega em dois anos. Confira outros detalhes no vídeo abaixo.

 

 

Gostou desse artigo? Clique aqui para receber o nosso serviço de envio de notícias por WhatsApp e leia mais conteúdos.

 

Náutica Responde

Faça uma pergunta para a Náutica

    Relacionadas

    Semana de Vela de Ilhabela: na BRA-RGS, vencedor cruzou linha de chegada após 12h de regata

    Percurso de Alcatrazes por Boreste Marinha do Brasil, de 55 milhas náuticas, foi marcado pela variação de vento; confira resultados gerais

    Lago Paranoá, palco do Brasília Boat Show, tem vila submersa e pequenas ilhas; conheça

    Fruto de um projeto arquitetônico, lago possui uma rica história e é ponto de lazer, pesca e esportes na região

    Marine Center atracará no Brasília Boat Show com produtos de primeira linha para barcos

    Considerada um dos maiores atacados náuticos do Brasil, empresa estará no salão que acontece de 14 a 18 de agosto no Lago Paranoá

    Raríssimas imagens flagram baleia azul amamentando filhote; assista

    Cenas também mostram cetáceos em outros momentos íntimos, que envolvem desde reprodução até ‘ida ao banheiro’

    Growdeck levará deques náuticos e acessórios à primeira edição do Brasília Boat Show

    Considerada uma das principais marcas de pisos náuticos no Brasil, empresa atracará no Lago Paranoá de 14 a 18 de agosto