Catamarã de luxo

Por: Redação -
01/08/2016

O designer neozelandês Isaac Burrough, que mantém seu escritório em Amsterdã, na Holanda, apresentou um projeto que impressionou pelo grande uso de vidro. O catamarã de 60 metros, ainda sem nome, tem superestrutura de vidro que cobre todo o salão do iate que fica na popa.

“O mais impressionante em um catamarã deste tamanho é que você pode ter um casco muito eficiente e esbelto e incluir um interior extremante luxuoso. O fato de ser um barco largo também reduz a necessidade de muitas escadas para ir de um ambiente ao outro”, declarou Isaac Burrough.

O catamarã pode acomodar até 12 pessoas em cinco camarotes e 16 tripulantes. Para os convidados a popa oferece toda uma gama de entretenimento como piscina com borda infinita, cozinha, grande mesa de jantar, bar e espreguiçadeiras para curtir o visual. Uma grande porta de vidro curvado fecha o salão principal, permitindo que o a luz solar entre sem obstáculos. O interior do barco ainda tem sala de cinema para 12 pessoas e academia.

“Até agora a maioria dos projetos de catamarãs a vela concentrava os esforços em um casco de alto desempenho, mas este conceito apresenta um ambiente com muito entretenimento e luxo”, completou designer responsável pelo projeto.

Até o momento nenhum cliente assinou contrato para tirar este supercatamarã do papel.

Imagens Divulgação

 

Assine a revista NÁUTICA: www.shoppingwww.nautica.com.br

Náutica Responde

Faça uma pergunta para a Náutica

    Relacionadas

    Brasileira faz "dobradinha" em premiação da ONU de fotos marinhas

    A fotógrafa Andrea Marandino conquistou a 1ª e 2ª colocação em concurso mundial

    Robô submarino encontra lula com ovos gigantes no fundo do mar

    Cientistas acreditam tratar-se de nova espécie do animal, capaz de botar ovos com o dobro do tamanho comum

    Grand Ocean Boats leva lancha de 37 pés ao Marina Itajaí Boat Show 2024

    Estaleiro exibirá o modelo Grand Ocean 37 na segunda edição do evento náutico, que vai de 4 a 7 de julho

    De 4º maior lago do mundo a deserto: o que aconteceu com o Mar de Aral

    Má gestão de recursos naturais tornou o Mar de Aral um dos maiores desastres ambientais do mundo

    Destroços do último navio de Ernest Shackleton são encontrados no Canadá

    Quest, explorador polar de uma das figuras mais conhecidas da navegação, está no mar de Labrador, a cerca de 390 m de profundidade