Clássicos oceânicos

Por: Redação -
21/01/2015

A escuna Altair, construída em 1931, foi a primeira embarcação a cruzar a linha de chegada, em Martinique, da Panerai Transat Classique 2015. Com adversários pressionando na reta final, o Altair mostrou um desempenho impressionante e levou a fita azul da competição oceânica. O tempo, fechado e com nuvens da cor cinza chumbo da largada, surpreendeu o primeiro colocado banhando com muito sol uma das baías mais bonitas do mundo.

Fechando a regata com tempo de 13 dias, 3 horas, 12 minutos e 53 segundos, navegando a uma velocidade média de 8,8 nós, o Altair impressionou os espectadores em terra com manobras sincronizadas na chegada. A tripulação e seu capitão Stephane Benfield estavam radiantes de alegria, assim como proprietário Joe Pytka e suas filhas Sasha e Ariel.

Nove veleiros continuam no mar em busca da vitória no tempo corrigido.

Foto: Divulgação

 

Curta a revista Náutica no Facebook e fique por dentro de tudo que acontece no mundo náutico.

Náutica Responde

Faça uma pergunta para a Náutica

    Relacionadas

    Casal troca apartamento para viver em veleiro com seis gatos

    Embora a rotina de manutenção do catamarã seja dura e exigente, Aline e José garante que vale a pena

    Novo submarino Tonelero será lançado ao mar no fim de março, no Rio de Janeiro

    Gigante equipamento militar equivale o peso de 234 carros populares e tem 71,6 metros de comprimento

    Carga bilionária: Colômbia vai extrair tesouros do "Santo Graal dos Naufrágios"

    Embarcação espanhola que naufragou em 1708 levou US$ 20 bilhões para o fundo do mar

    Recém-lançado, Neuboat Dock Raymarine é novidade da Marine Express

    Semelhante a uma câmera de ré, o Neuboat Dock é capaz de mapear o ambiente e trazer imagens 360º ao piloto

    Venda de ingressos para o Rio Boat Show 2024 é aberta; garanta o seu

    Evento conhecido por reunir o melhor do lifestyle náutico acontece de 28 de abril a 5 de maio, na Marina da Glória