Feira Náutica de Ilhabela

21/06/2016

A Feira Náutica de Ilhabela já tem data para acontecer. De 14 a 17 de julho, o Saco da Capela, o mais tradicional reduto de barcos da ilha, receberá luxuosas embarcações e soluções náuticas inovadoras, que estarão expostas tanto no seco quanto na água. Os visitantes poderão, ainda, realizar o teste drive e conhecer efetivamente as características e diferenciais dos produtos.

O evento complementará a Semana Internacional de Vela de Ilhabela, dando continuidade às atividades náuticas da cidade, e trará importantes atrativos, como as principais empresas do mercado reunidas em um mesmo local, possibilitando e facilitando a análise dos diferentes tipos de embarcações existentes no mercado.

A entrada será gratuita e o horário de funcionamento será das 15h às 20h, no dia 14 de julho, e das 13h às 20h, nos demais dias. Fique de olho no portal NÁUTICA e não perca as novidades sobre a Feira Náutica de Ilhabela!

Foto: Divulgação

Assine a revista NÁUTICA: www.shoppingwww.nautica.com.br

Náutica Responde

Faça uma pergunta para a Náutica

    Relacionadas

    Homem nada mais de 100 metros sem respirar em lago congelado e quebra dois recordes

    Aos 52 anos, experiente nadador suíço acumula títulos e já deteve outro recorde mundial; confira

    Resorts 'no meio do nada' oferecem de natação com cavalos a plantio de recifes

    Ultraluxuosos, estabelecimentos cercados por belas águas buscam se diferenciar com passeios extravagantes; conheça 5 deles

    Búzios ganhará Centro de Desenvolvimento da Vela após parceria de ICAB e CBVela

    Parceria inédita prevê treinos das equipes jovem e principal, clínicas, uma escola de vela e projeto social para fomento do esporte na região

    Tubarão mais rápido dos oceanos é filmado no litoral de São Paulo; assista

    Conhecido como tubarão-mako, animal que pode atingir até 70 km/h foi flagrado próximo à Ilhabela

    Pinguim aparece em praia de Cabo Frio (RJ), surpreende banhistas e levanta dúvida: é normal?

    Apesar de ter sido visto navegando tranquilamente no mar transparente da região, presença do animal em águas brasileiras levantou questionamentos