Galeria de arte flutuante é um catamarã a vela que será entregue ainda em 2023

ArtExplorer é uma embarcação sofisticada, com o propósito de conectar artistas, além de navegar pelas águas da Europa

08/04/2023
Axel de Beaufort/ Reprodução

Com o lançamento previsto para o segundo semestre de 2023, o catamarã ArtExplorer foi criado com o propósito de ser uma galeria de arte flutuante. Ele está sendo construído pela Admiral Yachts — mesma marca do iate desenhado por Giorgio Armani –, parte do renomado The Italian Sea Group.

Com 46,5 metros de comprimento, quando o modelo ficar pronto será um dos maiores do mundo nesta categoria.

 

Segundo o chefe de gerenciamento da Fraser, empresa que administra a galeria de arte flutuante, a construção do modelo já está nos equipamentos do interior e exterior. Ou seja, a estrutura e o casco já estão concluídos.

Axel de Beaufort/ Reprodução

Ele será entregue em setembro e fará sua mostra de arte em um museu no Sul da França – Laurent Bredy, chefe de gerenciamento de projetos da Fraser

Por enquanto, o catamarã ArtExplorer está sendo finalizado em um espaço do The Italian Sea Group, na cidade de Marina Di Carrara, na Itália. O design tanto interior como também o exterior estão a cargo de Axel de Beaufort e Guillaume Verdier.

Axel de Beaufort/ Reprodução

Já o dono da galeria de arte flutuante, Frédéric Jousset, revelou que a embarcação terá um espaço dedicado para exposições no convés principal. Outro dado que impressiona é o tamanho da boca do catamarã: 17,3 metros. Dessa maneira, o barco terá capacidade para receber até 2.000 convidados por dia.

Galeria de arte flutuante será experiência aberta para todos

Os planos para o catamarã ArtExplorer são navegar entre o outono (do Hemisfério Norte) de 2023 até o outono de 2025, passando por pelo menos 15 países. Dessa forma, haverá a troca de experiências e diversas perspectivas entre os artistas na galeria de arte flutuante.

Axel de Beaufort/ Reprodução

Para Giovanni Constantino, fundador e executivo-chefe do The Italian Sea Group, o projeto do catamarã ArtExplorer confirmará a capacidade da empresa em superar qualquer barreira no mundo da vela.

Este projeto confirma nossa capacidade de superar os limites, de abordar o mundo da vela e, além disso, abre outras possibilidades de crescimento para a The Italian Sea Group – Giovanni Constantino

ArtExplora/ Divulgação

Conforme Bredy, a galeria de arte flutuante é um dos projetos mais ambiciosos que ele já se envolveu em sua carreira. Ele também afirmou que a equipe do The Italian Sea Group se esforçou ao máximo para finalizar a embarcação.

 

Por Felipe Yamauchi, sob supervisão da jornalista Denise de Almeida

 

Náutica Responde

Faça uma pergunta para a Náutica

    Relacionadas

    Vírus gigante encontrado no Ártico pode amenizar efeitos do aquecimento global

    Estudo aponta que o organismo, mil vezes maior do que o vírus da gripe, consegue desacelerar o derretimento do gelo; entenda

    Estrada de pedra de 7 mil anos atrás é registro da história no fundo do Mar Adriático

    Cerâmicas e outros artefatos encontrados no local são vestígios que podem ter pertencido a antiga civilização de Hvar, na Croácia

    Curtir paisagens com água diminui a frequência cardíaca, apontam estudos

    Efeito positivo da água sobre a pressão arterial foi comprovado em três experiências com humanos

    Estaleiro holandês Feadship lança seu primeiro superiate movido a energia solar

    Embarcação de 59,5 metros representa mais um passo da marca rumo ao objetivo de ser neutra para o clima até 2030

    Mestra levará seu maior barco ao Marina Itajaí Boat Show 2024

    Estaleiro estará no evento náutico com três opções de lanchas que vão de 29,5 pés a 35 pés