Infraestrutura náutica recebe mais de R$ 33 milhões de incentivo do MTur e da Caixa

Montante poderá ser usado por empresas de turismo na implantação e regularização de rampas, píeres e marinas

Por: Redação -
22/11/2022
Estruturas náuticas flutuantes da Metalu Brasil, em Ilhabela

O Ministério do Turismo (MTur) e a Caixa Econômica Federal (CEF) já disponibilizaram mais de R$ 33 milhões em crédito para investimentos em infraestrutura náutica no país.

O montante, fruto da parceria entre os dois órgãos, poderá ser usado por empresas de turismo na implantação e regularização de rampas, píeres e marinas, além da aquisição e manutenção de equipamentos relacionados ao turismo náutico.

 

Uma das regiões beneficiadas com a medida compreende os estados da já conhecida “Amazônia Azul”. Com um total de 5,7 milhões de quilômetros quadrados de extensão marítima, a área equivale a aproximadamente metade da massa continental nacional. Além disso, a região é rica em recursos para a prática do turismo náutico no país.

Conjunto de passarela e píer da Metalu, que atua há mais de 40 anos no mercado de soluções náuticas

Desde o segundo semestre deste ano, o MTur vem trabalhando em parceria com a Marinha do Brasil para maximizar o potencial das atividades marítimas, garantir espaço de desenvolvimento, proporcionar transparência e ajudar a manter à saúde do meio marinho, principalmente na região da Amazônia Azul.

 

O Ministério do Turismo entende que a promoção do mar e das águas interiores são elementos diferenciadores para o desenvolvimento do turismo e para o estímulo da atração de investimentos privados para o segmento no país.

 

O Brasil tem um grande potencial, com uma extensa faixa litorânea de 8,5 mil km, 35 mil km de vias internas e mais de 9,2 mil km de margens de reservatórios de água doce.

 

Além disso, o país é banhado por correntes oceânicas favoráveis à navegação, com um clima propício ao esporte e ao lazer náutico e apresenta uma infinidade de paraísos naturais intocáveis, que tornam o Brasil um dos países com maior potencial de desenvolvimento no turismo náutico do mundo.

 

13 cidades do interior de São Paulo receberam investimento

Em setembro, o governo estadual paulista anunciou um investimento de R$ 18 milhões em estruturas náuticas no interior de São Paulo, para promover o segmento em cidades com vocação para o turismo náutico.

 

A Metalu, empresa especializada no desenvolvimento, fabricação e instalação de soluções em alumínio para píeres e passarelas há mais de 45 anos, é uma das empresas que assina este projeto.

Instalações flutuantes de alumínio da Metalu Brasil, no meio do Rio Pinheiros, formam o Mirante Flutuante do Parque Bruno Covas

O aporte de R$ 18 milhões engloba 13 municípios paulistas, entre eles, Fartura, Timburi, Avaré, Rosana e Pederneiras.

 

Com o investimento, o número de turistas – atualmente, em torno de 1,7 milhão por ano – deve alcançar quase 6 milhões em 10 anos, de acordo com estudo do Centro de Inteligência da Economia do Turismo (CIET), ligado à secretaria.

 

As obras estão previstas para entrega em dezembro, implementando píeres, plataformas, deques e rampas de apoio, além de sistemas de ancoragem.

 

Com atuação internacional, a Metalu utiliza de tecnologia de ponta em seus projetos, com ênfase na segurança e integração estética ao ambiente. A marca, que segue padrões internacionais, é responsável pela construção de 50% das marinas francesas e por mais de 2 mil metros lineares de píeres implantados no Brasil.

 

Os projetos gerais incluem passarelas, píeres, painéis solares e flotters. Fazem parte do repertório mais exclusivo da empresa píeres nas Olimpíadas de 2016, mirante flutuante (sobre o rio Pinheiros) no Parque Bruno Covas, plataforma balsas para apoio em Ilhabela e uma passarela móvel durante o Rio Boat Show, entre outras obras.

 

Náutica Responde

Faça uma pergunta para a Náutica

    Relacionadas

    EUA enviam ao Rio de Janeiro porta-aviões gigante de 333 metros; entenda

    USS George Washington atracou no Brasil como parte da operação Southern Seas, que visa incentivar a cooperação entre os países

    Em fase final de testes, Aquabus de Ilhabela transportaram 1,5 mil pessoas no fim de semana

    Novo sistema de transporte aquaviário contará com três catamarãs e capacidade para 60 pessoas em cada viagem; data de inauguração ainda não foi divulgada

    Italiana Rossinavi lança catamarã híbrido-elétrico de 43 metros

    Modelo nasce como “projeto mais inovador” do estaleiro, com tecnologias sustentáveis e até uso de Inteligência Artificial

    Schaefer Yachts anuncia barco que não afunda, ideal para resgates em alto-mar

    Com o nome de Interceptor 48 Pilot, novidade é fruto de parceria com a empresa irlandesa Safehaven Marine

    Criatura de 18 metros está impactando a cadeia alimentar da vida marinha; entenda

    Gelatinoso e transparente, os "picles do mares" causam perturbações no ecossistema durante as ondas de calor oceânicas e preocupam cientistas