Porto do Recife será “casa” de novo laboratório flutuante nos próximos cinco anos

Por: Redação -
01/09/2020

Siga nosso TWITTER e veja a série Dicas Náuticas diariamente.

O Porto do Recife será a casa da nova embarcação Ciências do Mar IV, nos próximos cinco anos. A hospedagem é fruto de um Acordo de Cooperação Técnica firmado entre o ancoradouro recifense e a Universidade Federal de Pernambuco. O Laboratório de Ensino Flutuante foi construído pelo estaleiro cearense Inace, já está no mar em fase de testes e deve atracar no Recife, na segunda quinzena de setembro. “A previsão era que a embarcação fosse entregue no início do ano, mas a pandemia atrasou todo o cronograma”, explica o professor Alex Costa e Silva, do departamento de oceanografia da UFPE.

O Acordo visa incentivar o desenvolvimento de conhecimento técnico-científico aplicado às atividades portuárias. Além de viabilizar o uso das instalações de acostagem para a embarcação, o Porto do Recife contará com o auxílio dos estudantes de Oceanografia da universidade pernambucana na elaboração de projetos ambientais e estruturais no terminal.

Durante a vigência do contrato o ancoradouro será contemplado com palestras, pesquisas, monitoramentos ambientais e análises técnicas. “O primeiro projeto de monitoramento ambiental já está sendo viabilizado entre a UFPE e o ancoradouro, para ser realizado durante as obras de dragagem que acontecerão ainda este ano”, diz Carlos Vilar presidente do Porto do Recife. O monitoramento vai estudar os aspectos físicos, químicos e biológicos da bacia portuária para saber se a obra causará algum impacto ambiental na área.

Leia também
» Santa Catarina tem chuva em todas as regiões e previsão aponta para novo ciclone
» Opinião: o que causou o “Ciclone Bomba” no Brasil foi uma série de fenômenos raramente vista. Entenda
» Ciclone extratropical causa estragos na região Sul e deixa Sudeste em alerta

Dentre os muitos termos do acordo, o Laboratório de Ensino Flutuante – Ciências do Mar IV vai fornecer ao Porto dados oceanográficos, meteorológicos e ecossistêmicos da bacia e do entorno do ancoradouro, bem como levantar a fauna aquática da bacia identificando, principalmente, as espécies invasoras.

A embarcação tem 32 metros de comprimento, calado de 2,7m, capacidade para oito tripulantes e 18 passageiros (alunos e professores), autonomia segura para dez dias de navegação e está equipada com instrumentos de navegação, segurança e científicos. O Ciências do Mar IV poderá ser utilizado por todas as universidades da Região Nordeste que possuem cursos na área de ciências do mar

O principal motivo para a parceria com o Porto do Recife foi a localização do terminal “que facilita o deslocamento da embarcação para futuros trabalhos de execução científica, como também possibilitará a abertura do laboratório flutuante para as escolas e a população, que terão a oportunidade de visitar uma embarcação de pesquisa”, explica Costa e Silva.

Gostou desse artigo? Clique aqui para receber o nosso serviço de envio de notícias por WhatsApp e leia mais conteúdos.

Náutica Responde

Faça uma pergunta para a Náutica

    Relacionadas

    Submarino da Marinha dos EUA utilizado na 2ª Guerra Mundial é encontrado no mar da China

    Embarcação perdida em combate há quase 80 anos estava a 900 metros de profundidade em posição vertical

    Primeira turma de mulheres na Marinha lança livro com vivências e bastidores

    Obra dividida em quatro capítulos relembra o pioneirismo das 307 jovens que se tornaram as primeiras praças na força armada

    Bilionário planeja visita ao Titanic e chama submarino que implodiu de "engenhoca"

    Larry Connor está construindo um submersível capaz de alcançar 3,7 mil metros de profundidade

    Novo aquário da China promete animais marinhos em ambiente de sonho

    Espaço de 140 mil m² prevê receber 3,5 milhões de pessoas por ano a partir de 2027, quando inaugurar

    Teste Solara 380 Bowrider: lancha encanta com amplos espaços e boa navegabilidade

    Muito agradável para uso externo, a nova embarcação tem aberturas laterais na popa, solário triplo e cockpit espaçoso