Estados Unidos testa primeira lancha de desembarque de nova geração

Por: Redação -
24/06/2020

A primeira lancha de desembarque do tipo conector navio para terra (SSC, na sigla em inglês) fabricada em série, com capacidade de 75 toneladas e corpo de alumínio, terminou os testes de aceitação. O Corpo de Fuzileiros dos Estados Unidos prevê substituir toda sua frota de lanchas de desembarque pela embarcação de nova geração.

 

Tal como seus antecessores, a lancha transportará soldados, equipamentos bélicos e outros tipos de cargas até a costa, podendo embarcar até 74 toneladas e 135 fuzileiros armados.

 

LEIA TAMBÉM
>> Teste Intermarine 62: navegamos em uma das lanchas mais desejadas do Brasil
>> 11 barcos-conceito fantásticos que podem ir para as águas nos próximos anos
>> Navegador argentino cruza o Atlântico para ver seus pais em meio à pandemia

 

A empresa fabricante das embarcações, Textron, entregou o primeiro SSC da série ao Corpo de Fuzileiros no dia 6 de fevereiro. No total, está prevista a construção de 73 embarcações deste tipo, com corpo de alumínio e vida útil de aproximadamente 30 anos.

 

Gostou desse artigo? Clique aqui para assinar o nosso serviço de envio de notícias por WhatsApp e receba mais conteúdos.

 

Náutica Responde

Faça uma pergunta para a Náutica

    Relacionadas

    Sino de navio americano naufragado durante a Primeira Guerra Mundial é encontrado na Inglaterra

    Embarcação naufragou após ser atingida por submarino alemão; objeto será exposto no Museu da Marinha americana

    Com método inovador, jovem inventor quer acabar com plásticos no mar

    Irlandês criou equipamento para monitorar poluição aos 12 anos e foi premiado pelo Google aos 18; conheça

    Procurando um terreno? Ilha intocada na Patagônia Chilena está à venda

    Local tem cerca de 445 km², mais de 80 lagos, a Cordilheira dos Andes de fundo e custa aproximadamente R$ 173,6 milhões

    1ª embarcação capaz de produzir seu próprio hidrogênio está prestes a finalizar volta ao mundo

    Barco percorreu mais de 63 mil milhas náuticas só com energias renováveis

    Expedição realizada no Chile pode ter descoberto mais de 100 novas espécies marinhas

    Biólogos do Censo Marinho têm o objetivo de descobrir 100 mil novos seres do mar nos próximos 10 anos