Marinha dos Estados Unidos faz mega-apreensão de armas no Mar da Arábia

Por: Redação -
10/05/2021

A Marinha dos Estados Unidos apreendeu um grande carregamento ilícito de armas no Mar da Arábia, anunciou a Quinta Frota da Marinha americana. Dezenas de mísseis antitanque russos e milhares de rifles de assalto chineses estão entre os armamentos apreendidos, segundo a frota americana baseada no Bahrein.

Inscreva-se no canal de NÁUTICA no YouTube e ATIVE as notificações

A apreensão do arsenal foi feita pelo navio cruzador de mísseis guiados USS Monterey, na quinta-feira (6), perto de Omã e do Paquistão, e divulgada no sábado (8). As fotos foram reveladas no domingo (9). Segundo a Marinha americana, o carregamento ilícito estava em uma pequena embarcação sem bandeira que navegava em águas internacionais no Norte do Mar da Arábia.

A carga levou dois dias para ser transferida para o USS Monterey. A tripulação foi interrogada, recebeu água e comida e foi liberada, segundo a Marinha americana. A quantidade de armas apreendida é tão grande que cobriu grande parte do USS Monterey, que tem 567 pés de comprimento (173 metros), segundo a CNN.

“O carregamento de armas incluía dezenas de mísseis guiados antitanque russos avançados, milhares de rifles de assalto chineses tipo 56, centenas de metralhadoras PKM, rifles de precisão e lançadores de granadas propelidas por foguete”, disse comunicado. A Marinha americana acrescentou que o armamento ficará sob custódia dos EUA enquanto a fonte original e o destino estão sob investigação.

Leia também

» Marcas japonesas desenvolvem motores marítimos a hidrogênio

» Empresa norte-americana apresenta projeto de lancha de 27 pés com hidrofólio

» Jogador de futebol americano Tom Brady compra lancha de US$ 6 milhões

Investigação preliminar da Marinha americana aponta que o navio saiu do Irã e tinha como destino o Iêmen, para apoiar os rebeldes Houthis, apesar do embargo da ONU. Desde 2015, o Conselho de Segurança da ONU impôs um embargo de armas aos Houthis.

Apesar disso, especialistas da ONU alertam que “um número crescente de evidências” sugere que o Irã “fornece volumes significativos de armas e componentes aos Houthis”. A missão do Irã na ONU não respondeu a um questionamento da agência de notícias Associated Press. O país já negou no passado ter armado os rebeldes no Iêmen.

A apreensão é uma das várias já feitas pelos EUA durante a guerra no Iêmen, que começou em setembro de 2014 e deu origem a uma das piores crises humanitárias do mundo. A guerra já matou cerca de 130 mil pessoas, incluindo mais de 13 mil civis, segundo o Armed Conflict Location & Event Project.

Não perca nada! Clique aqui para receber notícias do mundo náutico no seu WhatsApp.

Náutica Responde

Faça uma pergunta para a Náutica

    Relacionadas

    Peixe-lua encontrado em praia dos EUA pode ser o maior já registrado na história

    Espécie rara de 2,2 metros foi encontrada já sem vida na cidade de Gearhart, no estado de Oregon

    Linda e precária: ilha no Caribe Colombiano é a mais densamente povoada do mundo

    Com 10 mil m² de área, Santa Cruz del Islote tem apenas 825 habitantes e sofre com turismo predatório

    Ilhabela deve ganhar 1ª usina de dessalinização de água de São Paulo em 2026

    Projeto prevê aumento de 22% no volume de água tratada no município, atendendo mais de 8 mil pessoas

    Descanso sobre as águas: hospedagem em barcos atracados é opção de lazer no litoral brasileiro

    Ideia dispensa a necessidade de carteira náutica e traz valores acessíveis para uma experiência pra lá de diferente

    Falkirk Wheel: conheça o elevador gigante para barcos que virou ponto turístico

    Construção na Escócia foi feita para driblar desnivelamento maior que um prédio de dez andares