Mundial de Optimist

Por: Redação -
30/05/2016

A Confederação Brasileira de Vela (CBVela) definiu os atletas da Equipe Brasileira de Vela Jovem que vão representar o país no Campeonato Mundial de Optimist, em Vilamoura, Algarve, em Portugal, entre os dias 25 de junho e 4 de julho. Após a realização das duas seletivas nacionais, foram escolhidos o pernambucano Tiago Monteiro, de 15 anos; o paulista Nicolas Yudji Bernal, de 14 anos;  e os gaúchos Gabriel Kern, de 15 anos,  Giovanne Pistorello, de 14 anos, e Guilherme Plentz, de 15 anos.

“É fundamental os jovens participarem deste tipo de competição para ganharem experiência e sentirem o gosto de representar o país. Também é uma ótima oportunidade para intercâmbio com outros jovens. A CBVela tem feito grandes investimentos na Vela Jovem e levar nossos jovens velejadores para competições internacionais é um incentivo para que outros disputem os eventos nacionais e venham praticar vela”, afirmou o presidente da CBVela, Marco Aurélio de Sá Ribeiro.

A primeira etapa da Seletiva Nacional foi realizada entre os dias 8 e 17 de janeiro, no Campeonato Brasileiro de Optimist, no Iate Clube Santa Catarina, em Jurerê. A competição contou com a participação de 133 atletas, de dez estados. A segunda etapa foi o Campeonato Brasil Centro, entre 18 e 23 de abril, na Escola Municipal de Vela de Ilhabela, em São Paulo. Participaram do evento 102 atletas, de sete estados.

Com os atletas selecionados, a CBVela definiu a programação de treinos até o Mundial. Entre a última quinta-feira, 26, e o domingo, 29, foi realizada uma clínica no Clube Jangadeiros, em Porto Alegre (RS). Até a data da viagem, programada para o dia 20 de junho, os atletas classificados participarão de treinos intensivos sob comando do técnico gaúcho Atila Pellin.

“Disputar um Mundial é o sonho de todo atleta. O apoio à vela de base tem de ser sempre estimulado e a CBVela vem realizando um importante trabalho com a Vela Jovem. Será um grande prazer e um desafio ser o técnico da equipe em Portugal. Os garotos estão motivados e temos condições de buscar boas posições”, afirmou Atila Pellin, que trabalhará nesta função pela terceira vez em um Mundial de Optimist.

A classe Optimist é a principal categoria na iniciação da criança na prática da vela. O início da adaptação, treinamentos e participação em eventos esportivos depende da maturidade e familiarização da criança com o meio náutico, porém nunca antes dos 6 anos. O limite de idade para competir oficialmente na classe é 15 anos.

Foto: Divulgação

Assine a revista NÁUTICA: www.shoppingnautica.com.br

Náutica Responde

Faça uma pergunta para a Náutica

    Relacionadas

    Homem nada mais de 100 metros sem respirar em lago congelado e quebra dois recordes

    Aos 52 anos, experiente nadador suíço acumula títulos e já deteve outro recorde mundial; confira

    Resorts 'no meio do nada' oferecem de natação com cavalos a plantio de recifes

    Ultraluxuosos, estabelecimentos cercados por belas águas buscam se diferenciar com passeios extravagantes; conheça 5 deles

    Búzios ganhará Centro de Desenvolvimento da Vela após parceria de ICAB e CBVela

    Parceria inédita prevê treinos das equipes jovem e principal, clínicas, uma escola de vela e projeto social para fomento do esporte na região

    Tubarão mais rápido dos oceanos é filmado no litoral de São Paulo; assista

    Conhecido como tubarão-mako, animal que pode atingir até 70 km/h foi flagrado próximo à Ilhabela

    Pinguim aparece em praia de Cabo Frio (RJ), surpreende banhistas e levanta dúvida: é normal?

    Apesar de ter sido visto navegando tranquilamente no mar transparente da região, presença do animal em águas brasileiras levantou questionamentos