Velejadoras baianas disparam na liderança do Mundial de Snipe Feminino

Por: Redação -
09/10/2021

As baianas Juliana Duque e Mila Beckerath abriram ampla vantagem na liderança do Mundial de Snipe Feminino 2021, disputado no Yacht Club Paulista, em São Paulo (SP). As atletas venceram as duas regatas oficiais desta quinta-feira (7) na Represa do Guarapiranga.

Inscreva-se no canal de NÁUTICA no YouTube e ATIVE as notificações

Com os resultados do dia, as representantes do Yacht Club da Bahia somam agora apenas 6 pontos perdidos, com vantagem de 10 pontos para Martha Rocha e Larissa Juk, que estão em segundo. Na sequência aparece a dupla formada pela croata Andela Viturri e pela norueguesa Maj Kristin Borgen com 19 pontos.

Mais duas regatas estão programadas para a sexta-feira (8) na Represa do Guarapiranga. As velejadoras baianas, com a entrada do descarte e com mais um bom resultado, podem garantir por antecipação o título mundial de 2021. O campeonato termina no sábado (9) e serão premiados também as duplas Júnior e Master.

”Estamos liderando o campeonato e acredito que nossa estrela brilhou hoje para escolher o lado certo antes de chegar nas boias. Espero que a gente consiga permanecer dessa maneira para ganharmos essa competição”, disse Mila Beckerath.

As regatas desta quinta-feira foram disputadas com ventos variando de 8 a 12 nós. Mas a temperatura caiu ainda mais em relação à véspera e a sensação térmica mais baixa ainda! As baianas se prepararam para enfrentar as tardes mais frias da capital paulista em relação ao nordeste brasileiro.

”A cidade de São Paulo muda o tempo muito rápido, então já descemos para velejar com roupa de borracha para poder ficar aquecido e usamos a estratégia de largar bem e seguir a maneira indicada para velejar!”

A proeira Mila Beckerath se juntou à timoneira Juliana Duque na véspera do Mundial de Snipe. Mas nas regatas o entrosamento é perfeito, com dois segundos lugares e as vitórias de quinta-feira. Juliana Duque é a única brasileira campeã mundial de Snipe, título obtido em 2016, na Itália. A baiana é também medalhista pan-americana da categoria em Lima 2019 ao lado de Rafa Martins.

Você quer ver sua marca dentro das plataformas NÁUTICA? Saiba como anunciar!

O Mundial de Snipe Feminino conta com 42 duplas de sete países e a versão 100% para mulheres ocorre no Brasil pela primeira vez.

Top 10 do Mundial

1º Juliana Duque/Mila Beckerath (YCB/MB) 6 pontos
2º Martha Rocha/Larissa Juk (ICSC/MB) 16 pontos
3º Andela Viturri/Maj Kristin Borgen (CRO/NOR) 19 pontos
4º Odile Ginald/ Adhara Ginald (ICES/MB) 29 pontos
5º Marina Roma Fonte/Alexia Buck (CIC/YCSA) 31 pontos
6º Mariela Salermo/Florencia Buiatti (YCA/YCR) 32 pontos
7º Anna Julia Tenório/Débora Bergamini (EVI) 33 pontos
8º Gabriela Kidd/Marina Issler (ICRJ/MB) 35 pontos
9º Isabel Ficker/Laura Zanni (YCSA) 36 pontos
10º Kathleen Tocke/Jessica Claflin (EUA) 38 pontos

O Mundial de Snipe Feminino tem realização do Yacht Club Paulista e Associação Brasileira da Classe Snipe, com apoio da SCIRA – Snipe Class International Racing Association.

Leia também

» Rafael Nadal recebe seu novo barco: um catamarã de 80 pés avaliado em 5,5 milhões de euros

» Piloto brasileiro é campão do Mundial de Motonáutica de Endurance na Colômbia

» Conheça o novo catamarã do piloto automobilístico Fernando Alonso

Campeãs Mundiais:

1994 Yokohama, Japão – Pauline Book & Carine Juliussen (NOR)

1996 Mar Menor, Espanha – Pauline Book & Carine Juliussen (NOR)

1998 Annapolis, EUA –  Ekaterina Skoudina & Tatiana Lartseva (RUS)

2000 Trieste, Itália –  Karianne Eikeland & Janett Krefting (NOR)

2002 St. Petersburg, EUA –  Carolyn Brown Krebs and Julie Redler (EUA)

2004 Oslo, Noruega – Andrea & Mariana Foglia  (URU)

2006 Punta del Este, Uruguai – Andrea & Marian Foglia  (URU)

2008 Roquetas de Mar, Espanha – Marina Gallego & Marina Sanchez (ESP)

2010 St. Petersburg, EUA – Anna Tunnicliffe & Molly Vandermoer (EUA)

2012 Malaga,Espanha – Marta & Angela Hernandez (ESP)

2014 Cordoba, Argentina – Maria Paula & Mariala Salerno (ARG)

2016 Bracciano, Itália –  Juliana Duque & Amanda Sento Sè (BRA)

2018 Newport, Rhode Island, EUA –  Carol Cronin & Kim Couranz (EUA)

Não perca nada! Clique aqui para receber notícias do mundo náutico no seu WhatsApp

Náutica Responde

Faça uma pergunta para a Náutica

    Relacionadas

    Estrada de pedra de 7 mil anos atrás é registro da história no fundo do Mar Adriático

    Cerâmicas e outros artefatos encontrados no local são vestígios que podem ter pertencido a antiga civilização de Hvar, na Croácia

    Curtir paisagens com água diminui a frequência cardíaca, apontam estudos

    Efeito positivo da água sobre a pressão arterial foi comprovado em três experiências com humanos

    Estaleiro holandês Feadship lança seu primeiro superiate movido a energia solar

    Embarcação de 59,5 metros representa mais um passo da marca rumo ao objetivo de ser neutra para o clima até 2030

    Mestra levará seu maior barco ao Marina Itajaí Boat Show 2024

    Estaleiro estará no evento náutico com três opções de lanchas que vão de 29,5 pés a 35 pés

    Com sucata, mecânico constrói barco à mão para ajudar ilhados no Rio Grande do Sul

    Geraldo perdeu quase tudo na enchente, menos a vontade de ajudar ao próximo