Pit-stop

Por: Redação -
19/06/2015

O Team Alvimedica surpreendeu os adversários e foi o primeiro a chegar no inédito pit-stop da Volvo Ocean Race. O barco de bandeiras turca e norte-americana completou o percurso de Lorient, na França, até Haia, na Holanda, em 2 dias, 8 horas e 34 minutos e terá quase duas horas de vantagem para o segundo colocado – Dongfeng Race Team – na relargada da nona etapa. Na prática são 26 milhas náuticas de diferença para o adversário. Restam mais
480 milhas náuticas para Gotemburgo.

“O pit-stop é uma espécie de Cabo Horn sem valer pontos, mas mesmo assim é uma grande realização parar em primeiro”, disse o comandante Charlie Enright, pouco depois de cruzar a linha. “É legal dar uma paradinha e tomar um banho, mesmo que por pouco tempo”.

O Team Alvimedica é o barco com média de idade mais baixa desta edição da Volvo Ocean Race. Eles não venceram nenhuma etapa, mas conseguiram resultados importantes como dois primeiros lugares em regatas in-ports, incluindo na abertura em Alicante. Além disso cruzaram o Cabo Horn antes dos adversários e agora concluem o pit-stop na ponta.

A saída para Gotemburgo, marcada para a manhã do sábado (20), terá o Team Alvimedica largando sozinho, horas depois partem os chineses do Dongfeng, os espanhóis do Mapfre e os holandeses do Team Brunel. O quinto a chegar – quase quatro horas depois – foi o Abu Dhabi. Os últimos foram Team Vestas Wind e Team SCA.

Para o brasileiro André ‘Bochecha’ Fonseca, o importante na relargada do sábado é torcer para não ter vento. “Isso pode comprimir a flotilha e dar chance de lutar pela vitória no fim. Temos de tentar, pelo menos, terminar em segundo”.

O pit-stop não vale pontos, mas dá vantagem clara a quem chegou primeiro. Resta saber agora como ficará o campeonato com a chegada em Gotemburgo. O Abu Dhabi Ocean Racing já é o campeão antecipado com 24 pontos perdidos. A tabela indica uma briga do segundo ao quinto com Team Brunel e Dongfeng Race Team com 31 empatados, Mapfre e Team Alvimedica com 34, também na mesma. Team SCA com 51 e Team Vestas Wind com 60 fecham a tabela.

Os barcos devem cruzar a linha de chegada na Suécia na próxima segunda-feira (22). Se houver igualdade em pontos, as regatas in-port serão fator de desempate e a última está marcada para o dia 27.

Foto Victor Fraile / Volvo Ocean Race

 

Curta a revista Náutica no Facebook e fique por dentro de tudo que acontece no mundo náutico.

Náutica Responde

Faça uma pergunta para a Náutica

    Relacionadas

    Semana de Vela de Ilhabela: na BRA-RGS, vencedor cruzou linha de chegada após 12h de regata

    Percurso de Alcatrazes por Boreste Marinha do Brasil, de 55 milhas náuticas, foi marcado pela variação de vento; confira resultados gerais

    Lago Paranoá, palco do Brasília Boat Show, tem vila submersa e pequenas ilhas; conheça

    Fruto de um projeto arquitetônico, lago possui uma rica história e é ponto de lazer, pesca e esportes na região

    Marine Center atracará no Brasília Boat Show com produtos de primeira linha para barcos

    Considerada um dos maiores atacados náuticos do Brasil, empresa estará no salão que acontece de 14 a 18 de agosto no Lago Paranoá

    Raríssimas imagens flagram baleia azul amamentando filhote; assista

    Cenas também mostram cetáceos em outros momentos íntimos, que envolvem desde reprodução até ‘ida ao banheiro’

    Growdeck levará deques náuticos e acessórios à primeira edição do Brasília Boat Show

    Considerada uma das principais marcas de pisos náuticos no Brasil, empresa atracará no Lago Paranoá de 14 a 18 de agosto