Ao lado de Balneário Camboriú (SC), Piçarras é aposta da Prime Share para compartilhamento de barcos

03/05/2022
Piçarras fica ao lado de Balneário Camboriú (SC) e se mostra como um mercado promissor.

Piçarras, em Santa Catarina, conta, desde dezembro do ano passado, com uma franquia da Prime Share, empresa que atua há 9 anos no compartilhamento de embarcações e vem crescendo cada vez mais no Brasil.

Sob o comando de Marcus Finder, a Prime Share Piçarras oferece aos seus clientes cotas da lancha Focker 255, pensada como uma boa opção para quem deseja se iniciar no mundo náutico pela região. A lancha fica ancorada na Marina Park, e os clientes que se interessarem em conhecê-la podem entrar em contato com Marcus pelo site da própria Prime Share. A previsão é de empresa adquirir um novo – e maior – barco ainda este ano.

Na foto, Marcus Vinicius Finder, proprietário da Prime Share Piçarras, e seu marinheiro João Carlos Cugnier.

Para Marcus, esse modelo de negócio já é uma realidade conhecida e bem aceita pelas pessoas. “Para mim, já é um sucesso! O pessoal já conheceu bem, está aderindo às cotas de embarcações e está dando tudo certo!”, relatou Marcus, que reforçou que já são mais de 80 embarcações compartilhadas pelo Brasil, contando todas as franquias da Prime Share.

Marcus resolveu entrar no mercado de compartilhamento por achar um negócio interessante, que proporciona você trabalhar e, ao mesmo tempo, ter uma qualidade de vida, além de curtir o mundo náutico, já que tem toda a apresentação do barco, você leva as pessoas para passear, etc. “É um trabalho diferenciado, um trabalho gostoso! Como todo trabalho, tem seus problemas, mas é bom trabalhar com embarcações”.

Focker 255, modelo escolhido para ser o primeiro oferecido para compartilhamento na região.

O empresário vê Piçarras e região como um mercado promissor, que está crescendo muito. “A praia fica do ladinho de Balneário Camboriú, que já está no seu limite, digamos assim, então, está todo mundo vendo que a bola da vez está sendo Piçarras”.

“Hoje em dia está muito difícil de se adquirir qualquer coisa, um carro, um barco… E o compartilhamento veio como um meio de facilitar a aquisição de uma embarcação. O cidadão não está comprando um barco inteiro, mas 25% ou, às vezes, 50% do barco. Então, talvez ele não tenha R$ 200 mil, mas R$ 50 mil fica muito mais fácil para ele comprar”, cita Finder como um dos benefícios deste modelo de compra, que proporciona a qualidade de vida do cliente poder usufruir de um passeio de barco em família, investindo um valor menor para isso.

Outro ponto que Marcus cita é a divisão das despesas da embarcação, que é feita por todos os cotistas. Então, manutenção, em caso de quebra, avaria, os quatro proprietários dividem os valores, não ficando o peso todo para uma pessoa só. Os interessados podem acessar o site da Prime Share, procurar a região de preferência e entrar em contato por e-mail ou telefone com o responsável, que irá passar todas as informações necessárias e fazer as negociações.

 

Náutica Responde

Faça uma pergunta para a Náutica

    Relacionadas

    Com propulsão eólica, Airbus terá frotas marítimas contra emissões de dióxido de carbono

    Gigante da indústria aeroespacial terá velas rotativas e motores biocombustíveis; entenda

    Vila flutuante nas Maldivas promete ser o mais novo "point" dos milionários

    Projeto da rede de hotéis de luxo Soneva traz uma série de comodidades luxuosas com diárias a partir de R$ 25,6 mil

    São Paulo inaugura estruturas náuticas de uso público para alavancar turismo

    Municípios de Pereira Barreto, Três Fronteiras e Rubinéia deram início à primeira fase do Programa de Turismo Náutico

    Nada de bingo! Aos 81 anos, velejadora aposentada bate recordes navegando sozinha

    Mesmo aposentada, Jeanne Socrates já realizou voltas ao mundo num veleiro, e totalmente solitária

    Solara Boat House fará sua estreia nas águas durante o Rio Boat Show 2024

    Estaleiro terá ainda 3 lançamentos e outros 6 barcos no evento que acontece de 28 de abril a 5 de maio, na Marina da Glória