Brasil terá duas tripulações na Star Sailors League, em Nassau

Por: Redação -
05/10/2016

Em menos de dois meses a emoção da vela estará de volta às Bahamas para a quarta edição da Star Sailors League (SSL) Finals, reunindo os melhores velejadores do mundo da classe considerada a mais nobre entre os monotipos. A SSL Finals 2016 será disputada de 28 de novembro a 5 de dezembro com sede no Nassau Yacht Club (NYC) pelo quarto ano consecutivo. Os 12 velejadores mais bem classificados no ranking da SSL dos timoneiros e proeiros têm vaga assegurada, além de convidados entre medalhistas olímpicos e campeões mundiais.

Os cinco primeiros colocados no ranking dos timoneiros já confirmaram presença em Nassau para correr a competição que oferece premiação total de U$ 200.000. O líder é o italiano Diego Negri, bicampeão europeu e três vezes vice-mundial de Star. O segundo colocado é o francês Xavier Rohart, bicampeão mundial e medalha de bronze nos Jogos Olímpicos de Atenas, em 2004. Rohart assumiu a vice-liderança do ranking após vencer neste ano o City Grand Slam de Hamburgo (ALE), ao lado de Pierre Ponsot. Em terceiro lugar está o norte-americano George Szabo, atual campeão campeão da SSL Finals e vencedor do Lake Grand Slam de Grandson (SUI) em 2015.

O Brasil deverá ser representado por, pelo menos, duas tripulações comandadas pelos bicampeões olímpicos Robert Scheidt (Laser) e Torben Grael (Star), com seus respectivos proeiros Henry Boening, o Maguila, e Guilherme de Almeida, o Madá. Os quatro velejadores possuem experiência nos eventos da SSL. Scheidt foi campeão em Nassau na primeira final, em 2013, ao lado de Bruno Prada. Torben foi sexto colocado no City Grand Slam de Hamburgo, em maio, entre 80 duplas. Correu com o italiano Stefano Lillia. Em 2015 ficou em sétimo no Grand Slam da Suíça, ao lado de Madá. Maguila ficou em quarto lugar na SSL Finals de 2014, com Jorge Zarif, melhor dupla brasileira na competição. Venceu o Hemisfério Oriental de Star recentemente na Croácia, com o norte-americano Augie Diaz

Entre os proeiros, Bruno Prada manteve a liderança no ranking da SSL durante toda a temporada, devido principalmente ao tetracampeonato mundial de Star conquistado em Miami com Augie Diaz, mas ainda não está confirmado. O segundo colocado é o italiano Sérgio Lambertenghi, parceiro de Diego Negri. Em terceiro lugar está Markus Koy, bicampeão mundial de Star, que correrá ao lado de Johannes Polgar. A dupla alemã segue para a quarta final nas Bahamas.

A SSL Finals reunirá 25 duplas na fase de classificação com previsão de três regatas por dia nos três primeiros dias. As 11 tripulações mais bem classificadas seguem para as quartas de final. Em seguida, a semifinal contará com sete embarcações e definirá quatro duplas para a regata decisiva, na disputa pelas medalhas de ouro, prata e bronze. O formato é garantia de emoção ao longo de todo o campeonato. As regatas serão transmitidas ao vivo para o Brasil pela internet. Para mais informações: http://www.starsailors.com

Foto: Divulgação

Assine a revista NÁUTICA: www.shoppingnautica.com.br

Náutica Responde

Faça uma pergunta para a Náutica

    Relacionadas

    Brasileira faz "dobradinha" em premiação da ONU de fotos marinhas

    A fotógrafa Andrea Marandino conquistou a 1ª e 2ª colocação em concurso mundial

    Robô submarino encontra lula com ovos gigantes no fundo do mar

    Cientistas acreditam tratar-se de nova espécie do animal, capaz de botar ovos com o dobro do tamanho comum

    Grand Ocean Boats leva lancha de 37 pés ao Marina Itajaí Boat Show 2024

    Estaleiro exibirá o modelo Grand Ocean 37 na segunda edição do evento náutico, que vai de 4 a 7 de julho

    De 4º maior lago do mundo a deserto: o que aconteceu com o Mar de Aral

    Má gestão de recursos naturais tornou o Mar de Aral um dos maiores desastres ambientais do mundo

    Destroços do último navio de Ernest Shackleton são encontrados no Canadá

    Quest, explorador polar de uma das figuras mais conhecidas da navegação, está no mar de Labrador, a cerca de 390 m de profundidade