S Class

25/08/2016

A inglesa Princess anunciou seu mais novo modelo, que será lançado em janeiro do próximo ano, durante o London Boat Show. Terceira embarcação da linha “S”, a Princess S60 combina a aparência elegante de uma lancha esportiva com o conforto de uma embarcação com flybridge, e será o menor modelo – pelo menos até agora – da sua gama, ao lado do S65 e do S72.

Suas amplas áreas de convés oferecem espaços relaxantes, incluindo área de estar e solário, além de garagem à ré para um bote ou jet. O convés principal conta com cozinha, área aberta para refeições e portas deslizantes com abertura total para o cockpit. Seu layout inclui acomodações para seis pessoas, na suíte máster à meia-nau, além de um camarote vip na proa e outro camarote duplo a boreste, que compartilham o mesmo banheiro. Há, ainda, a opção de cabine para a tripulação à ré.

Equipado com dois motores Caterpillar 12.9 de 1 000 hp a diesel, a Princess S60 poderá alcançar uma velocidade de 35 nós.

Foto: Divulgação

Assine a revista NÁUTICA: www.shoppingwww.nautica.com.br

Náutica Responde

Faça uma pergunta para a Náutica

    Relacionadas

    Homem nada mais de 100 metros sem respirar em lago congelado e quebra dois recordes

    Aos 52 anos, experiente nadador suíço acumula títulos e já deteve outro recorde mundial; confira

    Resorts 'no meio do nada' oferecem de natação com cavalos a plantio de recifes

    Ultraluxuosos, estabelecimentos cercados por belas águas buscam se diferenciar com passeios extravagantes; conheça 5 deles

    Búzios ganhará Centro de Desenvolvimento da Vela após parceria de ICAB e CBVela

    Parceria inédita prevê treinos das equipes jovem e principal, clínicas, uma escola de vela e projeto social para fomento do esporte na região

    Tubarão mais rápido dos oceanos é filmado no litoral de São Paulo; assista

    Conhecido como tubarão-mako, animal que pode atingir até 70 km/h foi flagrado próximo à Ilhabela

    Pinguim aparece em praia de Cabo Frio (RJ), surpreende banhistas e levanta dúvida: é normal?

    Apesar de ter sido visto navegando tranquilamente no mar transparente da região, presença do animal em águas brasileiras levantou questionamentos