SUP Race

Por: Redação -
03/06/2015

O Yacht Clube da Bahia SUP Race, prova realizada no último sábado (30), contou com a presença dos melhores remadores de SUP race do Brasil. Disputas eletrizantes e a presença maciça do público marcaram o evento. Foram 200 participantes incritos, vindos de 13 estados, de norte a sul do país.

A abertura do evento foi ao som do hino nacional,  com a participação especial da Banda dos Fuzileiros Navais.

As competições, chanceladas pela Confederação Brasileira de SUP e Associação Baiana de SUP, tiveram início às 10h30, com as categorias Kids e Juniores e seguiram até às 16h, com uma grande cerimônia de premiação e confraternização de atletas.

Estiveram presentes, além dos atletas e os seus técnicos, membros da CBSUP e ABASUP, conselheiros e diretores do Yacht Clube e também o Vice Comodoro Gilson Amado, o Comandante Otoch, da Marinha do Brasil e o Comandante Luciano Moraes, da Capitania dos Portos.

O campeão brasileiro, Paulo dos Reis, um dos favoritos ao título, quebrou o remo logo após o contorno da primeira boia, e foi obrigado a abandonar a prova. A briga pela primeira posição ficou então polarizada entre Arthur Santacreu e Luiz Guida, seguida de perto por Marinho Cavaco e Guilherme dos Reis.

Arthur, que largou na frente, segurou firme as investidas de Animal até a metade do percurso. Na altura do Forte de São Marcelo, porém, Guida assumiu a liderança e passou a administrar sua colocação. No final, após um incrível sprint, Luiz Guida “Animal”, cruzou a linha de chegada em primeiro lugar e quebra seu jejum de um ano sem vitórias no circuito brasileiro.

Mario Cavaco veio na terceira colocação, seguido pelo local Bruno Pitanga, que comemorou seu melhor resultado na história do circuito. O baiano foi quarto colocado na geral do race e primeiro na máster, fazendo um belo início de temporada.

Entre as mulheres, Barbara Brazil fez jus as expectativas sendo a primeira a cruzar a linha de chegada. Competindo em casa, Babi soube aproveitar seu conhecimento para usar as correntes e ondulações a seu favor, conseguindo abrir boa vantagem sobre Lena Guimarães, a segunda colocada.

Giselle Mota veio em seguida, na terceira colocação. A quarta colocação ficou para Mel Figueredo, baiana que está se destacando cada vez no esporte.

Outro destaque foi a participação de 10 atletas do Projeto Remos Sem Fronteiras, que visa a inclusão social através dos esportes de remo. A base do projeto fica na Praia do Solar do Unhão e os atletas mirins treinam no mínimo 4 vezes por semana. Sérgio Oliveira é o responsável pelo projeto e conta também com o apoio da atleta Bárbara Brazil para o treinamento das crianças, que alcançaram posição de destaque nos pódios do Yacht Clube da Bahia SUP Race.

O Yacht Clube da Bahia SUP Race foi válido como primeira etapa do Campeonato Brasileiro de Stand Up Paddle e Paddleboard.

Foto Divulgação

 

Curta a revista Náutica no Facebook e fique por dentro de tudo que acontece no mundo náutico.

Náutica Responde

Faça uma pergunta para a Náutica

    Relacionadas

    Com propulsão eólica, Airbus terá frotas marítimas contra emissões de dióxido de carbono

    Gigante da indústria aeroespacial terá velas rotativas e motores biocombustíveis; entenda

    Vila flutuante nas Maldivas promete ser o mais novo "point" dos milionários

    Projeto da rede de hotéis de luxo Soneva traz uma série de comodidades luxuosas com diárias a partir de R$ 25,6 mil

    São Paulo inaugura estruturas náuticas de uso público para alavancar turismo

    Municípios de Pereira Barreto, Três Fronteiras e Rubinéia deram início à primeira fase do Programa de Turismo Náutico

    Nada de bingo! Aos 81 anos, velejadora aposentada bate recordes navegando sozinha

    Mesmo aposentada, Jeanne Socrates já realizou voltas ao mundo num veleiro, e totalmente solitária

    Solara Boat House fará sua estreia nas águas durante o Rio Boat Show 2024

    Estaleiro terá ainda 3 lançamentos e outros 6 barcos no evento que acontece de 28 de abril a 5 de maio, na Marina da Glória