Primeira entrega na Europa: Volvo Penta recebe pedidos de motores marítimos Estágio V

Por: Redação -
27/04/2021

A Volvo Penta recebeu certificações de Estágio V para uso marítimo de seus pacotes D8 e D13. O MBS “Zuiderdiep” torna-se o primeiro navio a ser equipado com os motores marítimos D13 Estágio V da Volvo Penta – o primeiro de seu tipo a entrar no mercado europeu.

Inscreva-se no canal de NÁUTICA no YouTube e ATIVE as notificações

Em novembro de 2020, a Volvo Penta anunciou a introdução de pacotes de motores de 8 e 13 litros que atendem aos exigentes requisitos da nova UE Estágio V marítimo para a legislação de vias navegáveis ​​interiores (IWW) . A empresa oferece uma gama de produtos certificados Estágio V – de 210 a 400 hp e até 300kW de grupos geradores marítimos. Neste mês, os primeiros motores marítimos D13 Estágio V foram entregues à empresa holandesa Lemmen Diesel Engines BV, que será responsável pela repotenciação do navio de carga seca Zuiderdiep. Esta entrega marca o início da oferta do Estágio V da Volvo Penta, com outras entregas já em andamento.

Ambas as gamas de motores D8 e D13 estão em conformidade com os padrões, aproveitando a comprovada Tecnologia IMO Tier III, que usa um sistema de pós-tratamento de Redução Catalítica Seletiva (SCR). Após mais de 65 mil horas de testes – nas instalações da Volvo Penta e em aplicações comerciais de clientes – a solução SCR foi adaptada para as exigentes condições marítimas. O sistema é construído para lidar com combustível com alto teor de enxofre 1 000 ppm e sustentar a contrapressão elevada, mantendo a eficiência do motor e dirigibilidade. O pacote SCR também resulta em uma operação mais silenciosa, com níveis de ruído reduzidos em 35 dBA. A unidade SCR tem um design de caixa única e a mistura do UREA ocorre dentro do silenciador.

“Este é um grande passo nos compromissos de sustentabilidade da Volvo Penta para atender às regulamentações de emissões mais desafiadoras”, explica Jan-Willem Vissers. “Estamos ajudando nossos clientes comerciais a acompanhar o tempo, de maneira confortável e eficiente. E estamos entusiasmados em ver os primeiros dois motores instalados no Zuiderdiep”.

LEIA MAIS

>> Volvo Penta participa de projeto que visa mapear todo o fundo do oceano até 2030

>> App Easy Connect, da Volvo Penta, ganha atualizações para aprimorar experiência de navegação

>> Primeira balsa elétrica do Reino Unido deverá iniciar operação em 2021

Lemmen é uma oficina independente especializada em repotenciação e revisões de motores. A empresa é uma especialista em Volvo Penta que trabalha em estreita colaboração com a Haisma Scheeps & Industriemotoren BV da Volvo Penta, que por sua vez entregou esses motores.

“Ao longo dos anos, instalamos com sucesso muitos motores Volvo Penta em todos os tipos de aplicações marítimas”, diz Gijs Lemmen, proprietário da empresa. “Os motores Volvo Penta provaram ser muito confiáveis ​​e sem complicações e é por isso que aconselhamos o uso de motores Volvo Penta”.

Sr. Klink, o proprietário da Zuiderdiep diz: “Recebi ofertas de quatro fabricantes de motores diferentes, mas a oferta da Volvo Penta era a oferta mais atraente em termos de preço e pacote total”.

A entrega consiste em dois D13 MH 400 hp, a 1800 rpm Estágio V certificados. A instalação dupla será usada para uma repotenciação planejada de um navio de carga seca de hidrovia interior no final de abril. A embarcação terá 70 m de comprimento, 9 m de largura, 3 m de profundidade e capacidade de carga de 971 toneladas. Essa repotenciação garantirá que a embarcação seja à prova de futuro para as próximas décadas de operação e em conformidade com os mais recentes regulamentos de emissão para embarcações IWW.

A solução SCR da Volvo Penta oferece uma abordagem de sistema completa. As unidades possuem múltiplas saídas que tornam a instalação flexível, especialmente útil em projetos de repotenciação, como este, onde o uso eficiente do espaço da casa de máquinas tem sido uma prioridade.

Toda a instalação, motor e pós-tratamento são monitorados por meio de um display por motor no passadiço da embarcação. Toda a solução é otimizada para facilidade de instalação, operação, manutenção e serviço.

Não perca nada! Clique aqui para receber notícias do mundo náutico no seu WhatsApp.

Náutica Responde

Faça uma pergunta para a Náutica

    Relacionadas

    Linda e precária: ilha no Caribe Colombiano é a mais densamente povoada do mundo

    Com 10 mil m² de área, Santa Cruz del Islote tem apenas 825 habitantes e sofre com turismo predatório

    Ilhabela deve ganhar 1ª usina de dessalinização de água de São Paulo em 2026

    Projeto prevê aumento de 22% no volume de água tratada no município, atendendo mais de 8 mil pessoas

    Descanso sobre as águas: hospedagem em barcos atracados é opção de lazer no litoral brasileiro

    Ideia dispensa a necessidade de carteira náutica e traz valores acessíveis para uma experiência pra lá de diferente

    Falkirk Wheel: conheça o elevador gigante para barcos que virou ponto turístico

    Construção na Escócia foi feita para driblar desnivelamento maior que um prédio de dez andares

    Ações de despoluição na Baía de Guanabara fazem vida marinha voltar às águas

    Expedições comandadas pelo Instituto Mar Urbano observaram mais animais na região e melhor qualidade da água