32º Circuito Oceânico começa com ótimas condições em Jurerê

Por: Redação -
28/01/2021
Foto: Daniel Mafra/Veleiros da Ilha

Começou nesta quarta-feira (27) o 32º Circuito da Ilha de Santa Catarina e as expectativas foram superadas com a mudança de tempo em Florianópolis. Após muitos dias de chuva e tempo fechado, o sol deu as caras na capital catarinense e o vento nordeste soprou com força, variando entre 8-15 nós, para a alegria dos velejadores. Com a condição clássica e um dia típico de verão em Jurerê, as regatas de percurso longo tiveram altíssimo nível técnico e ótimas disputas na abertura da maior competição de vela oceânica de Santa Catarina.

Inscreva-se no canal de NÁUTICA no YouTube e ATIVE as notificações

Em um dia dedicado as regatas de percurso longo, os ventos permitiram uma regata bastante técnica. “Hoje tivemos uma regata bastante competitiva. Uma regata com ventos de até quinze nós e que oscilaram bastante, o que exigiu muita estratégia das tripulações”, afirma o Comandante Filipe Koefender, da embarcação Terra Firme, vencedora na RGS Cruzeiro Geral. “O trabalho feito pela organização está incrível e poder compartilhar a raia com os melhores barcos do Brasil é muito legal”, completou. A embarcação do Veleiros da Ilha foi a vencedora nesta primeira etapa de percurso longo terminando à frente do Quival e Mako IV.

Como bem reforçou Filipe, o 32º Circuito Oceânico da Ilha de Santa Catarina reúne alguns dos melhores velejadores de oceano do país, caso da classe C30 que teve início com uma disputa bastante acirrada. Atual campeão do Circuito, o Caballo Loco, de São Paulo, venceu a regata longa com vantagem sobre os catarinenses Katana/Portobello (2º), Zeus Team (3º) e Corta Vento (4º).

A Classe C30 conta com tripulantes com experiência internacional e passagem por Jogos Olímpicos e Volvo Ocean Race, caso dos atletas Bruno Fontes e André “Bochecha” Fonseca, ambos do Veleiros da Ilha. Bastante entrosada, a tripulação do Caballo Loco também conta com velejadores com experientes, caso de Juninho de Jesus. “Foi um dia muito bom para nós. Largamos muito bem, com vento limpo e tivemos ótimas escolhas. No começo da regata conseguimos nos posicionar bem e depois fizemos ótimas escolhas para vencer a regata”, comemorou.

Leia mais:

>> Novo túnel subaquático que liga Ilhas Faroé conta com estrutura colorida atrativa. Veja

>> Estúdio italiano apresenta novo conceito de catamarã anfíbio movido a energia solar

>> Novas marinas e incentivo ao turismo náutico: conversamos com Fausto Franco, secretário de Turismo da Bahia

Outra classe que conta com fortes equipes é a IRC e nesta quarta-feira o destaque foi para o Xamã. A tripulação paulista venceu a disputa apertada com o Crioula, de Porto Alegre, e com os barcos da Marinha do Brasil, Villegagnon e Cherne. Na classe ORC, a vitória na regata longa foi para o Catuana Kim, do Iate Clube de Santa Catarina, em disputa com Dourado e Santa Fé.

Com raia cheia em Jurerê, muitas foram as disputas por vitória nesta quarta-feira. Na RGS Geral, o veleiro Bruxo foi o vencedor do dia, terminando à frente do Dona Bola, do Rio de Janeiro, Split e Euphoria. A tripulação catarinense fez ótima regata e acabou a regata de percurso na primeira posição. Na Bico de Proa quem comemorou foi o Harmonya, enquanto na classe Star, convidada para o Circuito, a vitória ficou com o Supimpa.

Nessa quinta-feira, 28 de janeiro, estão previstas duas regatas de barla-sota para todas as classes, exceto RGS Cruzeiro, Bico de Proa e Star, que farão uma regata de percurso médio. As largadas acontecem às 12h.

Vencedores das regatas longas em cada classe:

IRC: Xamã (SP)
ORC: Catuana Kim (SC)
C30: Caballo Loco (SP)
RGS: Bruxo (SC)
RGS Cruzeiro: Terra Firme (SC)
Bico de Proa: Harmonya (SC)
Star: Supimpa (RJ)

Gostou desse artigo? Clique aqui para assinar o nosso serviço de envio de notícias por WhatsApp e receba mais conteúdos.

Náutica Responde

Faça uma pergunta para a Náutica

    Relacionadas

    Peixe-lua encontrado em praia dos EUA pode ser o maior já registrado na história

    Espécie rara de 2,2 metros foi encontrada já sem vida na cidade de Gearhart, no estado de Oregon

    Linda e precária: ilha no Caribe Colombiano é a mais densamente povoada do mundo

    Com 10 mil m² de área, Santa Cruz del Islote tem apenas 825 habitantes e sofre com turismo predatório

    Ilhabela deve ganhar 1ª usina de dessalinização de água de São Paulo em 2026

    Projeto prevê aumento de 22% no volume de água tratada no município, atendendo mais de 8 mil pessoas

    Descanso sobre as águas: hospedagem em barcos atracados é opção de lazer no litoral brasileiro

    Ideia dispensa a necessidade de carteira náutica e traz valores acessíveis para uma experiência pra lá de diferente

    Falkirk Wheel: conheça o elevador gigante para barcos que virou ponto turístico

    Construção na Escócia foi feita para driblar desnivelamento maior que um prédio de dez andares