Capital da Vela

Por: Redação -
24/06/2016

A Semana de Vela de Ilhabela chega à sua 43ª edição em julho e reúne os melhores atletas da modalidade, em sua grande maioria velejadores amadores, que fazem a história da vela oceânica nacional. A maioria dos participantes ao ser perguntada sobre a competição classifica a semana como uma grande festa, um período para encontrar amigos e competir em alto nível. São mais de 100 regatas programadas para 13 classes de barcos diferentes. Serão regatas de longa distância, como a Mitsubishi Alcatrazes por Boreste Marinha do Brasil – que abre o evento com quase de 100 quilômetros de distância, provas de médio percurso e as tradicionais de barla-sota, que na linguagem da vela quer dizer vai contra o vento e volta a favor. ”A equipe que participa da semana de vela precisa ser completa para vencer, pois é testada pra valer em todos os tipos de prova. Além disso, os amadores têm a chance de melhorar o nível aprendendo com os profissionais, que também fazem questão de participar todos os anos”, explica o organizador Cuca Sodré.

O evento será especial por ser uma prévia da olimpíada do Rio de Janeiro na água, com atletas que estarão na Rio 2016 – casos de Jorge Zarif (Finn) e Samuel Albrecht (NACRA) – e medalhistas olímpicos, pan-americanos e mundiais de várias categorias. Sem contar os árbitros e a comissão organizadora que têm postos confirmados nos Jogos a serviço do COI. ”As oportunidades na Semana de Vela são muitas, São barcos de rating, aqueles com desenhos e tamanhos diferentes, e os monotipos, com design igual. Quem participa, principalmente os amadores – 80% dos inscritos, tem a chance enfrentar ícones da vela brasileira e da América do Sul de igual para igual”, conta Carlos Eduardo Souza e Silva, diretor de vela do Yacht Club Ilhabela.

Quem não tem barco pode se inscrever em escolinhas de vela espalhadas por todo o Brasil. Em Ilhabela, por exemplo, existe a BL3, com mais de 20 anos de atividade e que sempre coloca alunos na tripulação. “Durante uma regata o aluno tem a possibilidade de, em uma tarde, vivenciar uma infinidade de situações de velejo que levaria muito mais tempo em um curso tradicional. A experiência de participar de uma Semana de Vela de Ilhabela é inesquecível, e muitos ex-alunos possuem hoje seus próprios barcos e competem nas mais diversas categorias”, conta Pedro Rodrigues da BL3, que esse ano estará com o barco de mesmo nome comandado por Clauberto Andrade e com o Urca, liderado por Edgardo Vieytes, velejador experiente com participações na Regata Sidney Hobart.

As inscrições podem ser feitas até o dia 27 de junho no site oficial do evento no valor de R$ 420. As tripulações dos veleiros que ficarem em seus clubes, em amarras próprias ou outros locais fora o Yacht Club Ilhabela terão 20% de desconto no valor da inscrição.

Foto: Kiko Moura/B1DMKT Digital Marketing

Assine a revista NÁUTICA: www.shoppingwww.nautica.com.br

Náutica Responde

Faça uma pergunta para a Náutica

    Relacionadas

    Catamarã elétrico de startup vence concurso e fará parte da autoridade marítima de Singapura

    Embarcação participa do projeto singapurense que pretende acabar com emissões portuárias até 2050

    Casas flutuantes em alta: conheça as mais luxuosas do mundo

    Inspire-se com cinco modelos das moradias sobre as águas que estão fazendo a cabeça dos milionários

    Com dois barcos de 19 pés, Ross Mariner mostra lançamento no Rio Boat Show 2024

    Boas opções de entrada, embarcações estarão no salão, de 28 de abril a 5 de maio, na Marina da Glória

    NÁUTICA Talks recebe Marina Bidoia, mais jovem velejadora a concluir a Refeno

    Velejadora realizou o trajeto Recife-Fernando de Noronha aos 24 anos, e vai levar experiência ao Rio Boat Show 2024

    Posto flutuante da rede Golfinho estará no Rio Boat Show 2024

    Loja de conveniência batizada de WayPoint também será apresentada de 28 de abril a 5 de maio, na Marina da Glória