Chef belga mescla técnicas francesas e ingredientes regionais do Nordeste

Nascido e criado na Bélgica, o chef Hervé Witmeur passou parte da vida na cozinha do restaurante do pai, em Bruxelas

Por: Redação -
20/12/2022

Com ventos constantes, a praia de Barra Grande, no Piauí, tornou-se reduto de kitesurf. E foi justamente numa kite trip junto com a esposa Marie, em 2011, que o chef belga Hervé Witmeur caiu de amores pelo litoral do Piauí.

Não deu outra: fincaram suas pranchas por ali! Mais que isso, abriram o restaurantes La Cozinha, em 2012. Por ser Barra Grande o local do momento, descolado e cool, logo ganhou fama por oferecer uma experiência gastronômica das melhores. Mais tarde, ganhou seis bangalôs, tornando-se também hospedagem.

Nascido e criado na Bélgica, o chef Hervé Witmeur passou parte da vida na cozinha do restaurante do pai, em Bruxelas. Após estudar gastronomia e atuar em alguns restaurantes locais, embarcou em um intercâmbio para a Austrália junto com a esposa, a educadora Marie. Na Oceania, adquiriu não só um novo idioma, como também bagagem profissional.

 

Apaixonado pela natural cuisine, o chef tem como marca registrada a criatividade na combinação das técnicas tradicionais com os insumos locais, a simplicidade, e o uso de orgânicos.

 

“Na Bélgica, a gente usa muito a comida francesa, então eu cheguei ao Brasil com as técnicas da gastronomia francesa e comecei a brincar com os produtos locais. Tento usar ao máximo os produtos da região e fazer uma gastronomia internacional”, explica o chef.

 

 

Entusiasta do aproveitamento integral dos alimentos, Hervé é comprometido com o desenvolvimento de uma forma de cozinhar que combina agricultura orgânica e produtos de alta qualidade.

 

Adepto a um lifestyle com os pés na areia e as mãos na terra, o sonho do chef Hervé de produzir seus próprios insumos cresceu e, junto com o amigo David Saey e a esposa Marie, cultivam 14 hectares de terra nos Tabuleiros Litorâneos, em Parnaíba.

Com práticas que integram agroecologia e permacultura, a fazenda de orgânicos La Reserva cultiva frutas, vegetais, verduras e superalimentos, como a moringa, a acerola e a cúrcuma, que abastecem o La Cozinha e o Éllo, seu restaurante mais sofisticado e autoral em Jericoacoara.

 

O excedente da produção é comercializado no vilarejo, difundindo a importância do consumo de alimentos sem agrotóxicos em uma região pobre de abastecimento de produtos agrícolas de qualidade.

 

“Gosto muito de usar na cozinha produtos que planto a semente, colho… Mexer com o produto que você acompanha na terra, trabalhar o produto que a gente plantou, é uma sensação incrível”, comenta o chef.

 

 

Enquanto o La Cozinha, em Barra Grande, propõe uma explosão de sabores, com uma forma natural de cozinhar baseada em uma rota curta — da semente ao prato —, em um ambiente que reflete a essência da natureza, o Éllo, em Jericoacoara, no Ceará, oferece um cardápio refinado e criativo.

 

Barra Grande se manteve preservada e sossegada mesmo com o gradual crescimento do turismo e dos negócios ao redor, em grande parte de estrangeiros.

De olho nisso, Witmeur transformou o La Cozinha também em uma pousada, com seis bangalôs confortáveis e uma área de piscina, que se somaram ao restaurante onde ele faz uma fusão criativa de técnicas tradicionais francesas com sabores locais.

 

Com turistas quase o ano todo, Barra Grande bomba mesmo na temporada de kitesurf, que vai de agosto a dezembro, quando os ventos são fortes e constantes e os praticantes da atividade lotam as pousadas.

 

 

Distante 180 quilômetros de Barra Grande e inaugurado pouco antes do início da pandemia com um projeto ousado, o Éllo é repleto de tropicalidades, mas bem contemporâneo com sua parede forrada de plantas, cozinha aberta e piso com mosaico.

 

Inspirado na culinária brasileira e francesa, base da escola de Witmeur, além dos peixes e frutos do mar fresquíssimos, direto dos pescadores, os vegetais tomam protagonismo em uma cozinha aberta que permite contemplar o ballet incessante dos cozinheiros.

 

O Éllo oferece ainda um menu degustação de seis tempos, com pratos que variam de acordo com a sazonalidade dos insumos e do que brota na La Reserva. Quem provou, garante que se trata de uma experiência que vale a pena.

Receita de Ceviche de Robalo, Manga e Moringa

Ingredientes Ceviche

140 g  de robalo
1 manga
Suco de 3 limões
1 pimenta dedo-de-moça
½ dente de alho
30 g de gengibre
1 cebola roxa
1 maço de cebolinha
1 maço de coentro
1 talo de salsão
Sal e pimenta

 

Ingredientes Espuma

½  dente de alho
4 limões
2 maços de coentro
½ cebola roxa
2 maços de salsinha
250 ml de leite de coco
½ xícara (chá) de pó de moringa

 

Modo de preparo ceviche

Fatie a cebola e um pouco de salsão bem fino, corte o peixe em cubos de 2 cm e pique os demais ingredientes de maneira uniforme. Deixe a manga por último. Finalize com o leite de tigre (preparo abaixo). Misture e sirva imediatamente.

 

Modo de preparo leite de tigre

Ponha no liquidificador o suco de limão, o gengibre, a cebola roxa média e o talo de salsão. Acrescente 1 xícara de aparas de filé de peixe, 1 xícara de manga, 2 gelos e sal a gosto. Bata bem. Junte 1 pimenta dedo-de-moça sem sementes e fatiada e 1 xícara de coentro. Dê um pulso no liquidificador e coe.

 

Modo de preparo espuma de moringa

Em uma panela, esquente o leite de coco junto com o pó de moringa e resfrie. Bata a salsinha, o coentro, o suco de limão, meio dente de alho, meia cebola, sal e pimenta-do-reino no liquidificador, junto com o leite de moringa, até obter uma mistura homogênea. Passe tudo na peneira. Coloque em um sifão com duas cargas de gás e mantenha na geladeira.

 

Náutica Responde

Faça uma pergunta para a Náutica

    Relacionadas

    Saiba como seu barco pode ajudar moradores do Rio Grande do Sul

    Grupo Náutica uniu forças com a CUFA para apoiar o estado atingido por enchentes; instituição busca pequenos barcos para o transporte de doações

    Sem deixar feridos, incêndio na Croácia atinge mais de 20 barcos

    Incidente ocorreu em marina na cidade de Medulin, no noroeste do país, no último dia 15

    Nova lancha da Azimut promete reduzir em até 40% as emissões de CO₂

    Batizada de Seadeck 6, embarcação foi apresentada em piscina no maior evento de design do mundo, na Itália

    EUA enviam ao Rio de Janeiro porta-aviões gigante de 333 metros; entenda

    USS George Washington atracou no Brasil como parte da operação Southern Seas, que visa incentivar a cooperação entre os países

    Em fase final de testes, Aquabus de Ilhabela transportaram 1,5 mil pessoas no fim de semana

    Novo sistema de transporte aquaviário contará com três catamarãs e capacidade para 60 pessoas em cada viagem; data de inauguração ainda não foi divulgada