Disputa dos 30 pés

Por: Redação -
05/07/2016

Após as regatas de longo percurso como a Mitsubishi Alcatrazes por Boreste, a organização da Semana de Vela de Ilhabela deu um descanso para a maioria das tripulações que sofreram com a falta de ventos na véspera. Mas o Yacht Club de Ilhabela (YCI) ficou agitado com a realização das primeiras provas do Grand Prix dos 30 pés para as tripulações de C30 e HPE30. Os tripulantes, muitos deles profissionais, podem se enfrentar mais vezes, elevando o nível da categoria no Brasil. Entre os HPE 30, destaque para o Phoenix (André ‘Bochecha’ Fonseca), vencedor das duas primeiras regatas do dia no desafio. Já no C30 deu Katana (César Gomes Neto) na única prova do dia.

”A ideia é muito boa de pegar três dias da Semana de Vela que seriam praticamente sem regatas para fazer esse desafio com os barcos. A organização acertou nessa oportunidade para os veleiros de 30 pés. São barcos muito bons, engrandecendo a competição. Os velejadores profissionais que participam elevam o nível das regatas e todos aprendem”, disse Marcelo Bellotti, coordenador da classe HPE30.

Representante da classe C30 nos últimos anos e detentor do título de 2015 da Semana de Vela, o Loyal (Marcelo Massa) voltou às disputas graças aos novos patrocinadores. O comandante Marcelo Massa gosta da ideia do Grand Prix. ”Já existia no passado essa iniciativa com outros barcos, como Delta32. As pessoas que se deslocam para a ilha e perdem a semana de trabalho têm essa chance de correr uma regata”, contou Marcelo Massa, do C30 Loyal.

A primeira prova do dia para os HPE30 ocorreu com 20 nós de vento e a segunda com pouco menos, chegando a 16. O vento caiu até 6 nós e correnteza de leste e a organização decidiu encerrar a programação da segunda-feira (4).

Hoje, as regatas da Semana de Vela de Ilhabela voltam para todas as 13 classes inscritas, exceto para J70, Star e HPE25.

Classificação do Grand Prix

C30
1. Katana (César Gomes Neto)
2. Caiçara (Marco de Oliveira César)
3. Loyal (Marcelo Massa)

HPE30
1. Phoenix (André Fonseca)
2. Tahiti Nui (Giammona Nacho/Larguia Gonzalo)
3. Suzuki IV (José Roberto de Jesus)

Em paralelo com o evento esportivo também haverá diariamente uma programação cultural completa com shows musicais, espetáculos culturais, palestras e gastronomia no centro histórico da ilha. No sábado (9), haverá o tradicional desfile das embarcações com a presença do Navio Veleiro “Cisne Branco”, embarcação utilizada no treinamento de formação nas Forças Armadas, a partir de 10h. No mesmo dia, à noite, será realiza a premiação dos campeões.

Fotos Fred Hoffmann/Fotop/Divulgação

Assine a revista NÁUTICA: www.shoppingwww.nautica.com.br

Náutica Responde

Faça uma pergunta para a Náutica

    Relacionadas

    Brasileira faz "dobradinha" em premiação da ONU de fotos marinhas

    A fotógrafa Andrea Marandino conquistou a 1ª e 2ª colocação em concurso mundial

    Robô submarino encontra lula com ovos gigantes no fundo do mar

    Cientistas acreditam tratar-se de nova espécie do animal, capaz de botar ovos com o dobro do tamanho comum

    Grand Ocean Boats leva lancha de 37 pés ao Marina Itajaí Boat Show 2024

    Estaleiro exibirá o modelo Grand Ocean 37 na segunda edição do evento náutico, que vai de 4 a 7 de julho

    De 4º maior lago do mundo a deserto: o que aconteceu com o Mar de Aral

    Má gestão de recursos naturais tornou o Mar de Aral um dos maiores desastres ambientais do mundo

    Destroços do último navio de Ernest Shackleton são encontrados no Canadá

    Quest, explorador polar de uma das figuras mais conhecidas da navegação, está no mar de Labrador, a cerca de 390 m de profundidade