Dupla mista que representará o Brasil na vela Olímpica aposta em Florianópolis para treinar

Por: Redação -
16/03/2021
Imagem: Reprodução

Depois de conquistarem o bronze no Pan-Americano de Lima, em 2019, Samuel Albrecht e Gabriela Nicolino, dupla brasileira da Nacra 17 — a única categoria mista de Vela Olímpica —, que vai representar o Brasil nos Jogos de Tóquio, escolheram Florianópolis para parte dos treinos. 

Inscreva-se no canal de NÁUTICA no YouTube e ATIVE as notificações

— Florianópolis é um excelente lugar para se velejar, uma das melhores raias do Brasil, tem um vento nordeste no verão, levanta bastante onda e fica em condições similares às que vamos encontrar nas Olimpíadas no Japão — disse Samuel ao Globoesporte.com.

Samuel e Gabriela com as medalhas de bronze nos jogos Pan-americanos – Imagem: Divulgação/COB

A dupla garantiu vaga aos Jogos depois de conquistarem o campeonato brasileiro da categoria. Além disso, ambos são campeões sul-americanos. E quando se trata de Olimpíadas, Samuel entende bem, afinal, será sua terceira participação, enquanto Gabriela disputa pela primeira vez.

“Uma baita Olimpíada para ser a primeira. No geral, os Jogos já trazem uma grande expectativa e esse, em particular, com um ano de atraso e com todas dificuldades, são alguns motivos a mais que a gente enfrenta”, disse Gabriela.

Imagem: Reprodução

De fato, a pandemia fez com que os jogos de Tóquio fossem adiados de 2020 para 2021, e todo planejamento físico e mental dos atletas foi abalado. Agora, como a dupla finalizou os treinos em Floripa, eles seguem para o Rio de Janeiro, onde farão os últimos treinamentos. Depois disso, é aguardar o comitê olímpico decidir quando viajam para o Japão.

Leia mais:

>> Músico improvisa palco flutuante e planeja turnê aquática pela Europa

>> Cooperativa tenta reviver a tradição de construir barcos de madeira na Nova Escócia, no Canadá

>> Sem passeio de gôndola: canais de Veneza secam devido à falta de chuvas e maré baixa

Faltam 129 dias para os Jogos Olímpicos de Tóquio, e em NÁUTICA você confere os preparativos de todos esportes náuticos que representarão o Brasil do outro lado do mundo.

Por Gustavo Baldassare sob supervisão da jornalista Maristella Pereira

Gostou desse artigo? Clique aqui para assinar o nosso serviço de envio de notícias por WhatsApp e receba mais conteúdos.

Náutica Responde

Faça uma pergunta para a Náutica

    Relacionadas

    Linda e precária: ilha no Caribe Colombiano é a mais densamente povoada do mundo

    Com 10 mil m² de área, Santa Cruz del Islote tem apenas 825 habitantes e sofre com turismo predatório

    Ilhabela deve ganhar 1ª usina de dessalinização de água de São Paulo em 2026

    Projeto prevê aumento de 22% no volume de água tratada no município, atendendo mais de 8 mil pessoas

    Descanso sobre as águas: hospedagem em barcos atracados é opção de lazer no litoral brasileiro

    Ideia dispensa a necessidade de carteira náutica e traz valores acessíveis para uma experiência pra lá de diferente

    Falkirk Wheel: conheça o elevador gigante para barcos que virou ponto turístico

    Construção na Escócia foi feita para driblar desnivelamento maior que um prédio de dez andares

    Ações de despoluição na Baía de Guanabara fazem vida marinha voltar às águas

    Expedições comandadas pelo Instituto Mar Urbano observaram mais animais na região e melhor qualidade da água