Gostaria de entrar e tomar uma xícara de café? Casal deixa emprego para abrir cafeteria em barco

Joanna e Victor Gould eram editores de programas de TV quando largaram tudo para seguir com ideia inusitada

30/11/2023
Foto: Instagram @hollythecafeboat / Divulgação

Quem nunca pensou em “largar tudo” e viver uma vida totalmente nova? Vender arte na praia, criar uma marca de roupas, abrir uma cafeteria em um barco… essa última ideia, apesar de nada tradicional, foi a que tirou o casal Joanna e Victor Gould de seus trabalhos formais e abriu a eles um mundo de novas possibilidades.

É de se considerar que o casal, que vive em Macclesfield, no Reino Unido, já não tinha uma vida lá muito tradicional. Isso porque os dois já moravam em um barco estilo narrowboat desde 2016, quando ainda trabalhavam como editores freelancer de programas de TV.

Foto: Instagram @hollythecafeboat / Divulgação

Foi então que, em 2019, o casal decidiu comprar outro barco, desta vez, para abrir uma cafeteria: a “Holly the Cafe Boat”. Desde então, eles compartilham as experiências que envolvem o novo negócio em seu canal no YouTube, que leva o nome da cafeteria.

Nossa presença online se tornou muito importante para nós. Se montássemos o café sem ela, acho que as coisas seriam muito diferentes. A maioria de nossos clientes nos encontrou por meio de nossos vídeos no YouTube– relata o casal ao Business Insider

Foto: Instagram @hollythecafeboat / Divulgação

Quem vê assim, pode pensar que os Gould passaram apenas a vender café e bolo no estabelecimento flutuante, mas… não foi bem assim. “Transformar o barco em um café deu muito trabalho. Quando começamos as reformas, rapidamente percebemos que não tínhamos ideia do que estávamos fazendo. Levou um longo tempo”, destacou o casal.

Foto: Instagram @hollythecafeboat / Divulgação
Foto: Instagram @hollythecafeboat / Divulgação

Em outubro deste ano, os dois resolveram vender o barco que era a casa flutuante da família. Sim, da família. Joanna e Victor tem um filho de dois anos, chamado William e, justamente por conta disso, comprar uma casa em terra firme passou a fazer mais sentido para o casal, já que, administrar dois barcos com uma criança pequena passou a ser insustentável.


“A vida no barco traz muitos desafios nos quais as pessoas não pensam. Tanto nosso barco-café quanto o barco em que morávamos tinham uma licença de cruzeiro contínuo, o que significava que tínhamos de movê-los a cada duas semanas”, afirmam.

Foto: Instagram @hollythecafeboat / Divulgação

Nos últimos dois anos, o Holly the Cafe Boat têm funcionado apenas na primavera e no verão, o que é algo que o casal planeja mudar no futuro. Até lá, a monetização dos vídeos do canal do YouTube, o lançamento de livros de receitas e a venda de mercadorias complementam a renda do casal.

Foto: Instagram @hollythecafeboat / Divulgação

 

Náutica Responde

Faça uma pergunta para a Náutica

    Relacionadas

    Homem nada mais de 100 metros sem respirar em lago congelado e quebra dois recordes

    Aos 52 anos, experiente nadador suíço acumula títulos e já deteve outro recorde mundial; confira

    Resorts 'no meio do nada' oferecem de natação com cavalos a plantio de recifes

    Ultraluxuosos, estabelecimentos cercados por belas águas buscam se diferenciar com passeios extravagantes; conheça 5 deles

    Búzios ganhará Centro de Desenvolvimento da Vela após parceria de ICAB e CBVela

    Parceria inédita prevê treinos das equipes jovem e principal, clínicas, uma escola de vela e projeto social para fomento do esporte na região

    Tubarão mais rápido dos oceanos é filmado no litoral de São Paulo; assista

    Conhecido como tubarão-mako, animal que pode atingir até 70 km/h foi flagrado próximo à Ilhabela

    Pinguim aparece em praia de Cabo Frio (RJ), surpreende banhistas e levanta dúvida: é normal?

    Apesar de ter sido visto navegando tranquilamente no mar transparente da região, presença do animal em águas brasileiras levantou questionamentos