Jogos Rio 2016

Por: Redação -
07/06/2016

Nos últimos testes antes dos Jogos Olímpicos Rio 2016, a Equipe Brasileira de Vela mostrou que está pronta para brigar por medalha no maior evento esportivo do mundo que começa daqui a 60 dias. Com apoio do Comitê Olímpico do Brasil (COB), Confederação Brasileira de Vela (CBVela) e patrocínio do Bradesco, os 15 velejadores classificados para os Jogos disputaram no primeiro semestre duas etapas da prestigiosa Copa do Mundo da World Sailing, o tradicional Troféu Princesa Sofia, além de todos os Campeonatos Mundiais de classes olímpicas. Nessas competições, a Equipe Brasileira conquistou sete medalhas, sendo duas de ouro, quatro de prata e uma de bronze.

A temporada começou com a disputa da etapa de Miami (EUA) da Copa do Mundo, em janeiro. Na Baía de Biscayne, Robert Scheidt, na classe Laser, e Jorge Zarif, na Finn, conquistaram a medalha de ouro. Na 470 feminina, Fernanda Oliveira e Ana Luiza Barbachan faturaram o bronze.

Em março, os velejadores brasileiros foram para Palma de Mallorca, na Espanha, competir no Troféu Princesa Sofia. Robert Scheidt foi novamente ao pódio, desta vez com a medalha de prata. Fernanda e Ana também encerraram a competição na segunda colocação.

Na França, em abril, os atletas brasileiros disputaram a etapa de Hyères da Copa do Mundo. Fernanda e Ana conquistaram mais uma medalha de prata. E Martine Grael e Kahena Kunze, na classe 49erFX, também faturaram o segundo lugar.

A Equipe Brasileira de Vela também disputou os Mundiais de classes olímpicas em 2016. No 470, Fernanda e Ana ficaram em quarto, enquanto Henrique Haddad e Bruno Bethlem optaram por ficar no Rio de Janeiro em treinamento. Na 49erFX, Martine e Kahena terminaram em sexto. Na Laser, Scheidt foi o décimo. Na Finn, Zarif ficou em 17º, mesma posição de Patricia Freitas na RS:X feminina. Na Nacra 17, Samuel Albrecht e Isabel Swan ficaram em 18º. Ricardo Winicki, o Bimba, foi o 28º na RS:X masculina. Na Laser Radial, Fernanda Decnop encerrou o Mundial em 34º. E Marco Grael e Gabriel Borges foram 43º na 49er.

A EQUIPE BRASILEIRA DE VELA NOS JOGOS RIO 2016

Laser: Robert Scheidt

Laser Radial: Fernanda Decnop

49er: Marco Grael e Gabriel Borges

49erFX: Martine Grael e Kahena Kunze

Finn: Jorge Zarif

470 feminina: Fernanda Oliveira e Ana Luiza Barbachan

470 masculina: Henrique Haddad e Bruno Bethlem

Nacra 17: Samuel Albrecht e Isabel Swan

RS:X feminina: Patricia Freitas

RS:X masculina: Ricardo Winicki, o Bimba

Foto: Divulgação

Assine a revista NÁUTICA: www.shoppingnautica.com.br

Náutica Responde

Faça uma pergunta para a Náutica

    Relacionadas

    Catamarã elétrico de startup vence concurso e fará parte da autoridade marítima de Singapura

    Embarcação participa do projeto singapurense que pretende acabar com emissões portuárias até 2050

    Casas flutuantes em alta: conheça as mais luxuosas do mundo

    Inspire-se com cinco modelos das moradias sobre as águas que estão fazendo a cabeça dos milionários

    Com dois barcos de 19 pés, Ross Mariner mostra lançamento no Rio Boat Show 2024

    Boas opções de entrada, embarcações estarão no salão, de 28 de abril a 5 de maio, na Marina da Glória

    NÁUTICA Talks recebe Marina Bidoia, mais jovem velejadora a concluir a Refeno

    Velejadora realizou o trajeto Recife-Fernando de Noronha aos 24 anos, e vai levar experiência ao Rio Boat Show 2024

    Posto flutuante da rede Golfinho estará no Rio Boat Show 2024

    Loja de conveniência batizada de WayPoint também será apresentada de 28 de abril a 5 de maio, na Marina da Glória