Lançado na Suécia, novo combustível marítimo reduz emissões consideravelmente

O Neste Marine 0.1 é capaz de diminuir as emissões de gases de efeito estufa em até 80%

16/08/2023

O caminho para uma indústria náutica mais sustentável segue ganhando força. Agora, além de embarcações ecológicas e com tecnologias menos poluentes, um novo combustível marítimo alternativo chega ao mercado: o Neste Marine 0.1, lançado na Suécia.

O nome do produto vem da empresa que está por trás dele, a Neste Marine, que também é a maior produtora mundial de SAF (sustainable aviation fuel, ou, combustível de aviação sustentável). Além dela, a ScanOcean (empresa de energia e distribuição com foco no fornecimento de combustíveis marítimos) trabalha no novo combustível.

Em 2022, a Neste apresentou o Neste Marine 0.1 Co-Processed, que foi capaz de reduzir as emissões de gases de efeito estufa em surpreendentes 80% ao longo de seu ciclo de vida em comparação com os combustíveis padrão usados ​​no transporte marítimo.

 

Vale ressaltar que, já nessa época, o produto estava em conformidade com a ISO 8217 e certificado com ISCC PLUS (International Sustainability and Carbon Certification).


Um ponto importante do novo combustível marítimo, que o torna ainda mais viável, é o fato de ele ser o que o setor chama de drop-in, ou seja, ele pode facilmente substituir os combustíveis convencionais sem a necessidade de modificações nas embarcações.

 

Dentre os possíveis beneficiários deste combustível estão embarcações de contêineres, navios-tanque, navios de carga e até mesmo navios de passageiros.

Inovação no mercado de combustíveis marítimos

Para a indústria de combustíveis, tanto o transporte marítimo quanto o de aviação são difíceis de descarbonizar. Apesar disso, ao longo do tempo, novas soluções têm chegado ao mercado, com métodos que variam de tipos de combustíveis alternativos, como GNL (gás natural liquefeito) e amônia, além de sistemas de propulsão híbridos ou elétricos.

 

A Neste Marine, no caso, obtém o novo combustível marítimo misturando matérias-primas fósseis com matérias-primas renováveis ​​durante o processo de refino (daí o Co-Processed). Com isso, o produto pode fornecer uma composição semelhante a do combustíveis padrão e o mesmo desempenho, mas com menos emissões.

 

A ScanOcean já está em processo de entrega do novo combustível aos portos da costa leste sueca.

 

Náutica Responde

Faça uma pergunta para a Náutica

    Relacionadas

    Vokan apresenta serviço de seguros náuticos no Marina Itajaí Boat Show 2024

    A corretora estará presente no evento, que acontece entre 4 e 7 de julho, em Santa Catarina

    Estofados náuticos da Agroquímica estarão no Marina Itajaí Boat Show 2024

    Estande terá opções da marca Kelson's para todos os gostos no salão que acontece de 4 a 7 de julho

    Yachtmax leva Ferretti 720 ao Marina Itajaí Boat Show 2024

    Representante da Ferretti e Okean no Brasil estará com dois barcos no evento náutico, de 4 a 7 de julho

    Gravidez misteriosa de arraia que convivia só com tubarões foi solucionada

    Charlotte apareceu grávida em fevereiro em aquário nos EUA, mas não dividia o recinto com arraia macho

    Yamaha terá jets e motores no Marina Itajaí Boat Show 2024; confira modelos

    Quatro WaveRunners e motores de popa vão compor o estande da marca no salão, que acontece de 4 a 7 de julho