Projeto em prol do Rio Tâmisa leva flores às profundezas de esgoto em Londres

Instalação ressalta nova solução de saneamento que deve evitar 95% dos derramamentos no rio

06/08/2023
Foto: Instagram @tidewaylondon / Reproduçaõ

O Rio Tâmisa é um importante rio da Inglaterra, que banha cidades como Oxford e Londres e desagua no mar do Norte. O local, contudo, recebe cerca de 40 milhões de toneladas de esgoto todos os anos. Pensando nisso, uma nova solução de saneamento deve evitar 95% desses derramamentos. Para chamar atenção para esse projeto, uma instalação lotou um dos túneis já prontos de…flores.

A nova obra pretende instalar um encanamento de concreto que vai chegar aos de 25 km de extensão para evitar a poluição do rio oriunda de derramamentos de esgoto. O projeto, além de importante para a despoluição do rio, também favorecerá suas margens.

Foto: Instagram @tidewaylondon / Reproduçaõ

Tais efeitos ambientais estão sendo ilustrados com uma instalação temporária de arte multissensorial em um dos novos túneis, que agora está repleto de musgo e flores coloridas como heras, samambaias, glicínias e salgueiros-chorões.

Foto: Instagram @tidewaylondon / Reproduçaõ

Toda essa arte foi criada a partir de resíduos reaproveitados retirados das margens do próprio Tâmisa, em uma colaboração entre a Thames21 (uma instituição de caridade dedicada a melhorar a saúde do Tâmisa) e a Tideway, empresa responsável pelo projeto estrutural.


A Tideway, aliás, trabalhou com artistas para reproduzir dentro do túnel toda a fauna e flora que poderiam ser encontradas ao redor do rio. Dentre eles está o compositor Rob Lewis, responsável pela trilha sonora que dá vida ao “jardim” com sons de pássaros de espécies nativas, água corrente e o farfalhar das árvores.

O Rio Tâmisa

O Rio Tâmisa é o maior rio da Inglaterra, que banha que banha cidades como Oxford, Windsor e Londres. Aliás, é nesta última que o rio passa por importantes pontos turísticos do país, como a London Eye (maior roda gigante do mundo), o Globe Theatre (teatro originalmente construído em 1599) e o HMS Belfast (navio que foi operado pela Marinha Real Britânica e hoje se encontra ancorado nas margens do Tâmisa).

Sua importância, porém, vai muito além disso. O rio era a principal rota de comércio desta região do velho continente há milhares de anos, antes mesmo de existirem ferrovias e boas estradas para o transporte de mercadorias.

 

Os portos e as primeiras indústrias da Inglaterra se instalavam às margens do Tâmisa e, muito por isso, atualmente, a região do Vale do Tâmisa (termo que se refere às cidades ao longo do rio) é a mais desenvolvida de todo o Reino Unido.

 

Apesar de não escapar da ação humana e sofrer com a poluição, atualmente, o Rio Tâmisa é considerado o mais limpo do mundo entre aqueles que cruzam grandes metrópoles.

 

Náutica Responde

Faça uma pergunta para a Náutica

    Relacionadas

    No NÁUTICA Talks, Paula Vianna mergulha nos desafios da fotografia subaquática

    Vencedora de concursos internacionais, fotógrafa é presença confirmada no Rio Boat Show 2024

    Série de NÁUTICA com família a bordo de barco centenário já tem data de estreia

    Com 10 episódios, “A Europa como você nunca viu” acompanhará um casal, uma criança e um cachorro pelos canais dos Países Baixos

    NÁUTICA Talks: velejador Silvio Ramos palestra sobre "cruzeiro dos sonhos" no rio Amazonas

    Criador do BRally, o empresário contará como foi a circum-navegação, em bate-papo que acontece dentro do Rio Boat Show 2024

    Governo abre inscrições para curso gratuito de Condutor de Turismo Náutico

    Formação, totalmente online, foi criada em parceria do Ministério do Turismo com Universidade Federal Fluminense

    Memória Náutica: relembre como foi o Rio Boat Show 2018

    Das lanchas de entrada aos grandes iates, o público pôde ver de perto opções para todos os gostos e bolsos