Megaiate híbrido funciona com biocombustível produzido a partir de resíduos de alimentos

Por: Redação -
11/08/2021

Novo conceito do estúdio de design Vripack, o megaiate Futura foi caracterizado por seus idealizadores como esguio, eficiente e inovador. As configurações dos conveses se afastam dos tradicionais projetos de megaiate e proporcionam um desenho de mezanino dividido em estilo loft, que se entrelaça e se interconecta — tudo através de linhas laterais diagonais.

 

Com a sustentabilidade em primeiro plano, o Futura tem um diferencial facilmente perceptível: ele tem um terço da altura de qualquer megaiate do mesmo tamanho (66 metros/216 pés). Suas linhas curvas e fluidas denotam uma feminilidade elegante, que se baseia nas formas encontradas na natureza, de acordo com a empresa.

futura

Inscreva-se no canal de NÁUTICA no YouTube e ATIVE as notificações

Uma superestrutura de vidro, semelhante a um casulo, lembra a silhueta de uma baleia. A moldura em forma de losango é semelhante às escamas de um peixe. E tudo foi projetado para constituir uma embarcação leve.

 

“A peça de referência é um grande palácio de cristal de vidro, que é colocado ordenadamente no topo do casco para que você possa ver tudo no barco. Na prática, isso significa que todos no Futura podem fazer suas próprias coisas, mas você ainda tem essa consciência de onde sua família e amigos estão”, comenta o co-diretor de criação, Bart Bouwhuis.

futura

Para atender a todas essas especificações, móveis modulares foram instalados de forma que denote versatilidade aos espaços. Seguindo esse pensamento, a mesa de jantar escolhida acabou fugindo da sutilidade, já que ela, sozinha, pode acomodar 30 convidados. Ainda com esse pensamento, os designers optaram por montar uma cabine de DJ na área de observação do convés superior.

Leia também

» Iate personalizado para unir luxo e exploração é a mais nova aposta de estaleiro italiano

» Luxo e diversão definem megaiate com convés exclusivo para festas. Confira

» Estaleiro holandês lança a maior lancha cabinada de seu portfolio. Veja

O megaiate abriga até 14 pessoas no pernoite e o seu desempenho se dá por 4 motores Caterpillar C32 ACERT. Ele é um híbrido entre propulsão elétrica e à diesel, com a diferença de ter sido projetado para funcionar com biocombustível feito de resíduos de alimentos.

 

Além disso, ele ainda possui baterias de base biológica feitas de sal, areia, água e plantas. O próprio banco de baterias é 100% biodegradável — o necessário para um cruzeiro consciente.

futura

 

Por Naíza Ximenes, sob supervisão da jornalista Maristella Pereira.

Não perca nada! Clique aqui para receber notícias do mundo náutico no seu WhatsApp.

 

Náutica Responde

Faça uma pergunta para a Náutica

    Relacionadas

    Na Holanda, live permite acionar "campainha de peixes" para liberar passagem de animais por eclusa

    Transmissão ao vivo mostra quando um peixe aguarda passagem; espectadores avisam operadores ao "tocar campainha"

    Renault apresenta veleiro desmontável, jet elétrico e prancha motorizada

    Marca francesa propõe novas soluções de mobilidade e mostrou inovações durante lançamento de carro elétrico

    No NÁUTICA Talks, Alberto Brandão fala sobre as regatas virtuais no Brasil

    O jogo Virtual Regatta será o centro do papo sobre o eSailing no país, em palestra que acontece dentro do Rio Boat Show 2024

    Movido a energia solar, novo catamarã da Sunreef Yachts promete bateria de 1 mil kWh

    Modelo da Sunreef Yachts contará com tecnologia que percorre toda superfície externa do barco para captar a luz do sol

    JF Sun levará linhas de óculos e acessórios ao Rio Boat Show 2024

    Com especialização em lentes polarizadas e esportivas, marca estará de 28 de abril a 5 de maio, na Marina da Glória